Elis Regina de Carvalho Costa (1945-1982) nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, no dia 17 de março de 1945. Começou a cantar, com onze anos de idade, no programa “No Clube do Guri”, na Rádio Farroupilha, apresentado por Ari Rego.

Em 1960 foi contratada pela Rádio Gaúcha e em 1961, com 16 anos de idade lançou seu primeiro disco, “Viva a Brotolândia”.

Em 1964, já se apresentava no eixo Rio São Paulo. Assinou contrato com a TV Rio, para se apresentar no programa “Noite de Gala”. Sob a direção de Luís Carlos Miéle e Ronaldo Bôscoli, Elis Regina se apresenta no “Beco das Garrafas”, reduto da Bossa Nova. Nesse mesmo ano muda-se para São Paulo.

Elis tinha um gênio forte, recebeu o apelido de Pimentinha. Era uma artista eclética, interpretava canções de vários estilos, como MPB, jazz, rock, bossa nova e samba. Levou à fama, cantores importantes como Milton Nascimento, João Bosco e Ivan Lins. Fez dueto com Tom Jobim, Jair Rodrigues, entre outros.

Na entrevista abaixo, dada pela cantora 14 dias antes de sua morte, Elis fala sobre o mercado da música, a relação com os compositores, critica as gravadoras e faz um balanço do que havia produzido até então.

<iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/YnAyyho01PM” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS