Usando lâmpadas vermelhas, cientistas da Universidade de Lancaster (Inglaterra) projetaram imagens nas barrigas de 39 grávidas.

Foram dois tipos: uma imagem abstrata, que parecia um triângulo, e outra que lembrava um rosto.

Os fetos ignoraram a imagem abstrata, mas se mexeram para acompanhar a que parecia um rosto (os cientistas usaram ultrassom de alta resolução para monitorar os movimentos deles).

É que parte da luz ambiente penetra a barriga da gestante, e pode ser enxergada pelo feto – cujos olhos começam a funcionar entre a 20a e a 30a semana da gravidez.

Mas os cientistas não recomendam que se tente estimular visualmente os bebês antes do nascimento. É que o cérebro se forma numa ordem específica, e acelerar o desenvolvimento da visão pode prejudicar outros sentidos (em experiências com ratos, fetos que receberam estímulos visuais nasceram com problemas de olfato e audição).

De Super Interessante

FONTESuper Interessante
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo

Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.


COMENTÁRIOS