Arthur Schopenhauer nasceu no dia 22 de fevereiro de 1766 e é um dos mais importantes filósofos alemães. Ele achava que o mundo nada mais era do uma representação formada pelo indivíduo. Influenciou Freud e Nietzsche e foi o responsável por introduzir o budismo à metafísica alemã.

Thomas Mann comenta em ensaio, que Arthur Schopenhauer, psicólogo da vontade, é o pai de toda a psicologia moderna; dele se vai pelo radicalismo psicológico de Nietzsche, em linha reta até Freud.

Foi a partir da segunda a metade do século XIX, após a publicação de Pererga und Paralipomena e do inesperado sucesso desse livro, que o autor passou a ter cada vez mais seguidores, cada vez mais professores de filosofia começaram a dedicar cursos à sua obra, e os críticos do sistema idealista passaram a tomá-la como referência.

“Interromper a criação de seus próprios pensamentos a fim de abrir lugar para os pensamentos de outros livros lembra-me o comentário de Shakespeare sobre seus contemporâneos que vendiam sua terra a fim de ver outros países.”

“Pensamos raras vezes no que temos, mas sempre no que nos falta.”

“Os primeiros 40 anos de vida nos dão o texto; os 30 seguintes fornecem o comentário sobre ele.”
Renunciamos a três quartos de nós mesmos para sermos como os outros.

“É em ninharias e quando está desatento que o homem revela seu caráter.”

“É um erro acreditar que não precisamos obedecer a qualquer moral em nossa atitude para com os animais, e que não temos qualquer responsabilidade moral para com eles. Este será o caminho da vulgaridade e da brutalidade completas.”

“Não há ódio mais implacável do que o da inveja.”

“Honra é a consciência externa e a consciência é a honra interna.”

“A riqueza se parece com a água do mar: quanto mais dela bebemos, tanto mais sede experimentamos.”

“As pessoas comuns pensam apenas como passarão o tempo; um homem de intelecto tenta usar o tempo.”

“O homem só pode ser ele próprio quando está sozinho; se não gosta de solidão, não gosta de liberdade.”

“Não sei quantas são as formas de se ganhar uma discussão sem ter razão.”

“A solidão é a sorte de todos os espíritos excepcionais.”

“A ousadia é, depois da prudência, uma condição especial da nossa felicidade.”

“Honra é a consciência externa e a consciência é a honra interna.”

“Só quando a verdade foi adquirida por seu próprio pensamento, através dos esforços de seu intelecto, ela se torna membro de seu próprio corpo, e só essa verdade realmente nos pertence.”

“Ler é pensar com a cabeça dos outros.”

“Um fluxo constante de pensamentos de outros pode parar ou amortecer seu próprio pensamento e sua própria iniciativa.”

“Todas as religiões prometem uma recompensa… pela excelência de propósitos ou do coração, mas nenhuma pela excelência do cérebro ou do discernimento.”

“A obra de arte só nos causa grande impressão quando nos dá algo que, mesmo com todo o esforço de nosso intelecto, não podemos compreender totalmente.”

“Desejar a imortalidade é desejar a perpetuação de um grande erro.”

“A música é feita com a mesma substância da alma e ambas igualmente expressam a razão por trás da existência.”

“A riqueza se parece com a água do mar: quanto mais dela bebemos, tanto mais sede experimentamos.”

“A verdade tem 3 estágios: primeiro ela é ridicularizada, depois contestada, e, finalmente, aceita.”

“A felicidade pertence àqueles que são auto-suficientes. Já que todas as fontes externas de felicidade e prazer são, por sua natureza, altamente incertas, precárias, efêmeras, e sujeitas a mudanças.”

“A melhor de todas as maravilhas não é o conquistador do mundo, mas o dominador de si próprio.”

FONTECitações
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo

Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.


COMENTÁRIOS