4.1.1

Um dos principais princípios do existencialismo é que os seres humanos são seres livres, auto-conscientes. Isto significa que cada ser humano deve definir quem ele é ao aceitar a responsabilidade que acompanha a liberdade. Cada ser humano é responsável por suas ações e decisões; independentemente da influência externa, ele está fundamentalmente sozinho em um mundo incerto.

Porque os seres humanos são agentes livres, e não há uma única maneira de navegar pela vida, é impossível prever com segurança o comportamento dos outros agentes. Sartre se refere a esta incerteza inescapável como desespero.

Nietzsche reconheceu que não há nenhum significado intrínseco à vida; no entanto, ele acredita que as pessoas possam criar significado e valor, dependendo da maneira como elas vivem suas vidas. Sartre continuou esta linha de raciocínio para chegar a outro dos princípios do existencialismo: uma vez que não há nenhuma conta objetiva do que significa ser humano, cada ser humano decide seu próprio significado através da existência. Os seres humanos não são entidades fixas; em vez disso, eles decidem o que eles se tornam.

Alienação também é central para o existencialismo. Alienação refere-se ao fato de que, enquanto os seres humanos podem dar ao mundo significado através de suas ações, o mundo não é trazido à existência por meio de ações humanas. Todo ser humano tem consciência da alteridade do mundo em vários momentos; por exemplo, a auto-consciência, ele se sente quando percebe que alguém está olhando para ele. Todo ser humano pode escolher suas próprias ações, mas ele também é apenas parte do mundo para outras pessoas.

Outro princípio do existencialismo é o da autenticidade, que está preocupada com a auto-formação. Um existencialista considera uma vida autêntica quando uma pessoa escolhe suas ações com base em seus valores e se compromete a eles. Uma pessoa inautêntica realiza suas ações porque é isso que é esperado dela, e ela age passivamente.

FONTEPsicoativo
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo

Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.


COMENTÁRIOS