O tema que atravessava a vida de Nelson Mandela era sua crença inabalável de que um ser humano pode mudar o curso da história dramaticamente para melhor.

Em uma África do Sul amargamente dividida, Mandela ganhou o amor de quase todos os seus compatriotas; em uma era cética, tornou-se talvez o único herói genuinamente global.

“Eu aprendi”, ele escreveu em suas memórias, “que humilhar outra pessoa é fazê-la sofrer um destino desnecessariamente cruel. Procurei sempre derrotar meus oponentes sem desonrá-los”.

Mandela morreu em 2013, mas sem dúvida foi um dos homens mais inspiradores do mundo, nos confortamos em saber que Nelson Mandela deixou para trás um legado indelével de amor.

Aqui estão alguns ensinamentos que esse grande homem nos deixa:

1 – Nunca desista

“Eu tenho o ideal de uma sociedade democrática e livre na qual todas as pessoas viverão em harmonia e com igualdade de oportunidades. É um ideal para o qual espero viver. Mas, meu senhor, se necessário, é um ideal para o qual estou preparado para morrer”.

Nelson Mandela passou 27 anos na prisão por lutar contra o governo do apartheid na África do Sul. Quando finalmente foi posto em liberdade, se tornou presidente do país.

E você aí achando que já não vale mais a pena lutar, que o sonho envelheceu e caducou.  Diante desse exemplo aí só podemos nos envergonhar de nossa fraqueza, pois é quase certo que nenhum de nós puxou quase três décadas de prisão. Desistimos de alguns projetos por motivos mais banais.  Um casamento, o nascimento de um filho (ou filhos), uma paixão desastrosa, dificuldades financeiras, falta de apoio familiar, tudo isso forma a nossa prisão, da qual vamos usar como argumento para justificar a nossa desistência.

Então paremos de dar desculpas e vamos lá retomar os  ideais pausados. Liberte-se da sua prisão e lute para conquistar seus velhos sonhos. Acredite, sonhos não envelhecem jamais.

2 – Nossas falhas falam muito sobre nossa personalidade

“Não me julgue pelos meus sucessos, julgue-me por quantas vezes eu caí e voltei a me levantar”.

Quando tudo for dito e feito – quando os marcos de sua vida se estenderem diante de seus olhos,  não serão os sucessos que definirão sua personalidade. Como Mandela disse, será a maneira como você respondeu ao fracasso sem desistir que dirá quem você é. Há muito a dizer sobre a tenacidade do espírito humano.

3 – Nós não temos todos que ter a mesma opinião

“Eu gosto de amigos que têm mentes independentes porque eles tendem a fazer você ver problemas de todos os ângulos.”

Se mais pessoas entendessem esse conceito, o mundo seria um lugar infinitamente melhor. Podemos concordar em discordar. Podemos gostar de diferentes times de futebol. Podemos ter diferentes visões políticas – e ainda ser amigos. E seremos melhores para respeitar e ver o mérito em perspectivas diferentes das nossas.

4 – Estamos juntos nessa

“Uma preocupação fundamental pelos outros nas nossas vidas individuais e comunitárias teria muito efeito em transformar o mundo naquele lugar melhor que tão apaixonadamente sonhamos”.

O individualismo é uma armadilha e a maioria das pessoas nem se dá conta que caiu nela. Você se lembra do dito popular que diz “farinha pouca, meu pirão primeiro”?  Pois é, acredite, sentenças como essa ai dizem bem o que é um pensamento de individualismo, de mesquinharia.

Estamos todos no mesmo barco, mas ninguém quer ser o que se esforça para remar. Você acha que precisa ter seus braços livres e por isso nem cogita pegar nos remos. Alguém fará isso por você enquanto você se dá bem. Isso define o que é o individualismo. Acredite: para você levar vantagem, alguém vai ter que levar desvantagem. É assim que funciona. Quem age assim não tem interesse nenhum em fazer do mundo um lugar melhor. Pense nisso.

5 – Se fosse fácil, todos estariam fazendo isso

“As dificuldades dobram alguns homens, mas formam outros. Nenhum machado é afiado o suficiente para cortar a alma de um pecador que continua tentando, um pecador armado com a esperança de que irá se erguer no fim.”

Não há grandes conquistas sem grandes esforços, sem sacrifícios. Você pode até tentar e conseguir do jeito mais fácil, mas isso jamais será uma grande conquista.

São as pessoas que perseveram e superam as dificuldades que, em última instância, realizam o que pretendem alcançar.

6 – Conhecimento é poder

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”

A forma mais fácil de dominar um povo é mantendo-o na ignorância. Isso vale para todas as formas de controle: governos, mídia, seitas, patronato. O conhecimento é a arma mais eficaz para combater essa dominação. Uma pessoa instruída jamais aceita ser ovelha, ser manipulada pela mídia ou pelos falsos lideres religiosos. Um porco venera a pessoa que o alimenta, mas não conhece suas intenções. A pessoa sem conhecimento é igual a esse bicho.

7 – Você consegue

“Parece sempre impossível até que seja feito.”

Não há vitória sem luta e numa guerra a gente pode perder inúmeras batalhas até vencer a guerra definitivamente. Se você for persistente, vai conseguir. Mais cedo ou mais tarde você será o grande vencedor. A sua briga é contra o mundo e este te quer derrotado. Não se entregue, lute!

8 – Inteligência e gentileza tornam-se fortes, não fracos

“Uma boa cabeça e um bom coração são sempre uma formidável combinação.”

Inteligência você tem, todos nós temos. Mandela mostrou ao mundo que a inteligência, associada ao amor, pode transformar as coisas para melhor. Use a sua inteligência para o bem comum e não apenas para atender os seus interesses individuais. Você não será um fraco por isso e Nelson Mandela é a prova disso.

9 – A cor é irrelevante

“Que os esforços de todos nós provem que Martin Luther King Jr. estava correto, quando ele disse que a humanidade não pode mais estar tragicamente ligada à meia-noite sem estrelas do racismo e guerra. Deixe os esforços de todos nós provar que ele não era um mero sonhador quando falou de que a beleza da verdadeira fraternidade e paz era mais preciosa do que diamantes ou prata ou ouro. Deixe uma nova era amanhecer.”

Infelizmente líderes como Luther King tiveram que morrer — e outros ainda morrerão — por causa da estupidez humana. Não existe “povo escolhido” pelo Criador. A ideia de um grupo, de uma raça ou de uma galera como sendo a predileta dele é um conceito que não faz sentido. Prove que você é imune a qualquer doença do mundo, que seu corpo não exala nenhum cheiro desagradável, que está livre de envelhecer, de broxar, de se invalidar e até de morrer que só assim estará comprovada a sua superioridade racial. Caso contrário, aceite que somos mesmo todos iguais.

10 – O amor sempre vence

“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.”

Mandela poderia ter escolhido tornar-se amargo após ser preso por quase três décadas. Em vez disso, ele se elevou acima do barulho de raiva para falar sobre as virtudes e o poder de cura do amor. Se simplesmente ouvir essas palavras não faz seu coração crescer um pouco maior, não sabemos o que fará.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS