Eduardo Galeano, escritor uruguaio que nos deixou em 2015, marcou a sua geração e fez com que a sua palavra se tornasse inesquecível, por meio de reflexões humanistas.

Ele é capaz de falar ao nosso espírito e tocar os nossos corações, despertando a conscientização do nosso papel para a construção de um mundo mais igualitário e condizente com o respeito à dignidade humana.

Sua temática é bastante abrangente e sua literatura ganhou foros universais com títulos internacionais como Memória do Fogo (1986) e Veias Abertas da América Latina (1971), refletiu sobre o mundo, o amor, a religião, o futebol e tudo o que tem a ver com a atualidade. Abaixo, temos algumas frases que, certamente, serão inesquecíveis aos seus leitores.

Frases Eduardo Galeano para refletir

Hoje, para homenagear ele e sua carreira, trazemos 18 reflexões que mostram o grande compromisso de Eduardo Galeano com o mundo e o grande pensador que foi.

1
O mundo está dividido, sobretudo, entre indignos e indignados, e todos já sabem de que lado querem ou podem estar.

2
Se eu caí, é porque estava andando. E caminhar vale a pena , mesmo se você cair.

3
Para não sermos mudos, devemos começar por não ser surdos.

4
Só os tolos acreditam que o silêncio é um vazio. Nunca está vazio. E às vezes a melhor maneira de se comunicar é ficar quieto.

5
Agora a América é, para o mundo, nada mais que os Estados Unidos : habitamos, no máximo, uma sub-América, uma América de segunda classe, de identificação nebulosa. É a América Latina, a região das veias abertas.

6
Se a natureza fosse um banco, eles já a teriam salvado.

7
Para mim, as únicas certezas dignas de fé são aquelas das quais duvido no café da manhã todas as manhãs.

8
Existe a chamada comunidade internacional? É mais do que apenas um clube de comerciantes, banqueiros e guerreiros? É algo mais do que o nome artístico que os Estados Unidos usam quando fazem teatro?

9
A caridade é humilhante porque é exercida verticalmente e de cima; a solidariedade é horizontal e implica respeito mútuo.

10
O código moral do fim do milênio não condena a injustiça, mas o fracasso.

11
Violência gera violência, como se sabe; mas também gera lucros para a indústria da violência, que o vende como espetáculo e o transforma em objeto de consumo.

12
Acredito que nascemos filhos dos dias, porque cada dia tem uma história e nós somos as histórias que vivemos…

13
Quem não é prisioneiro da necessidade, é prisioneiro do medo. Uns não dormem pela ansiedade de ter o que não têm, e outros não dormem pelo pânico de perder o que têm.

14
O amor pode ser provocado , soltando um punhado de pó de me amar, como se descuidadamente, no café ou na sopa ou na bebida. Pode ser provocado, mas não pode ser evitado. A água benta não o impede, o pó de hóstia não o impede; o dente de alho também é inútil. O amor é surdo à Palavra divina e ao feitiço das bruxas. Não há decreto governamental que possa com ele, nem poção capaz de evitá-lo, embora os vendedores ambulantes proclamem, nos mercados, misturas infalíveis com garantias e tudo mais.

15
Pobre contra pobre, como de costume: a pobreza é um cobertor muito curto, e todo mundo puxa para o seu lado.

16
As paredes são a imprensa dos pobres.

17

A fome come o medo no café da manhã. O medo do silêncio atordoa as ruas. O medo ameaça: Se você ama, você terá AIDS. Se você fumar, terá câncer. Se você respirar, você terá contaminação. Se você beber, terá acidentes. Se você comer, terá colesterol. Se ele falar, vai ficar desempregado. Se ele andar, ele terá violência. Se pensar, terá angústia. Se duvidar, terá loucura. Se sentir, terá solidão.

18
As crianças pobres são as que mais sofrem com a contradição entre uma cultura que obriga o consumo e uma realidade que o proíbe

Certamente assim como nós, você também irá se lembrar, de modo recorrente, destas reflexões de Eduardo Galeano. Você já leu algum livro desse autor? Com qual das frases anteriores é a mais inesquecível, na sua opinião?

Fonte: La Mente és Maravillosa

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.