Quase todas as culturas da medicina no mundo concordam que a doença e a saúde estão ligadas ao estilo de vida das pessoas. Mais especificamente, elas têm uma ligação de como você se alimenta e usa sua energia. Essas duas coisas são fundamentais para a medicina oriental, que fala muito sobre ações prejudiciais à saúde.

Embora muitas vezes falemos de mente e corpo como duas coisas separadas, todos sabemos que fazem parte de um todo maior. O que danifica sua mente acaba tendo um impacto em seu corpo. Da mesma forma, se algo danifica seu corpo, também pode ter um efeito negativo em sua mente.

“Um médico que trata a doença depois desta ter aparecido é um médico medíocre … Um médico que trata a doença antes que isso aconteça é um médico superior”.

-Huangdi Neijing-

Seu estilo de vida depende quase inteiramente de sua mente. Todos e cada um de nós decidem manter certos hábitos ou evitá-los. Esse estilo de vida ajudará ou prejudicará seu corpo, para dar um exemplo claro da conexão mente-corpo. Segundo o pensamento oriental, essas são as cinco ações prejudiciais à saúde. Em outras palavras, são decisões erradas que acabam prejudicando seu corpo.

1. Comer alimentos que não são bons para você
O autoconhecimento é um tópico comum de conversação, mas a maioria das pessoas só o vê como algo que tem a ver com o seu mundo interno. A ideia é que conhecer a si mesmo significa apenas ser capaz de identificar seus traços de personalidade e prever seu comportamento. Mas a maioria das pessoas esquece que o autoconhecimento também tem muito a ver com o corpo.

Toda sociedade tem hábitos alimentares específicos baseados em qualquer tipo de alimento que esteja mais disponível, mas a dieta também é uma coisa muito pessoal. Todo mundo tem suas próprias necessidades nutricionais específicas. Isso é algo que muitas pessoas esquecem e isso pode fazer com que você siga os hábitos alimentares de outras pessoas. Muitas vezes, isso acaba sendo uma ação prejudicial à saúde.

2. Usando mais energia do que você recebe de volta
Este tem muito a ver com o último ponto. Quantas vezes e quanto você come estão fortemente ligados ao seu modo de vida. Para ser mais específico, eles têm uma ligação para a quantidade de energia que você usa.

O pensamento oriental diz que outra ação prejudicial à saúde é usar mais energia do que você recebe de volta. Você pode ver isso muito hoje em dia na forma como temos a nossa primeira refeição do dia. A maioria das pessoas tem muitas coisas para fazer de manhã, mas decide abrir mão do café da manhã. Isso acaba impactando seu corpo e sua mente também.

3. Tomando muitos sabores amargos
A amargura é um dos cinco sabores básicos. Geralmente é um gosto adquirido porque é desagradável para muitas pessoas. Além disso, a maioria dos remédios tem um gosto amargo, o que não ajuda. O pensamento oriental diz que todas as coisas amargas criam um tipo de dependência tóxica.

A medicina oriental diz que alimentos amargos estimulam seus processos digestivos, e é por isso que eles precisam fazer parte de todas as dietas. Mas eles podem levar a problemas como nervosismo, ansiedade e problemas nos rins se você comer muitos deles.

4. Não ficar na temperatura certa
Os pensadores orientais viam a temperatura corporal como uma parte muito importante da saúde. Uma boa temperatura corporal é um sinal de boa saúde. Alguns alimentos resfriam seu corpo e outros o aquecem. Em geral, os alimentos crus tornam os alimentos mais frios e cozidos mais quentes.

Quando você está excessivamente nervoso, você tende a manter seu corpo frio. Isso pode fazer você se sentir mais fraco, mais ansioso e mais inquieto. Do outro lado das coisas, pessoas agressivas tendem a ter uma temperatura corporal alta. Então, baixar a temperatura com comida ajudaria a se sentirem mais calmos.

5. Comer ou beber demais
Este é o oposto de “usar mais energia do que você recebe de volta”. Neste caso, é mais “ter mais energia do que você usa”. É por isso que é uma ação prejudicial à saúde. No final, qualquer tipo de excesso terá um efeito negativo em seu corpo e mente.

Os pensadores orientais disseram que quando alguém come ou bebe demais, significa que não obteve todos os nutrientes de que precisa. É por isso que o sentimento de fome não desaparece e por que eles tentam lidar com isso comendo mais e mais. A solução é descobrir qual nutriente você está perdendo em sua dieta.

Assim como Hipócrates, o pai da medicina alopática, pensadores orientais disseram que a boa saúde tem a ver principalmente com sua dieta. Estar ciente disso e agir de acordo ajudará você a viver uma vida muito mais saudável e equilibrada.

 

 

Artigo do site Exploring your mind

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.