Uma orca chamada Tahlequah, que tocou o coração de pessoas ao redor do mundo em 2018 depois de carregar seu filhote morto por 17 dias, deu à luz um novo bebê.

A orca de 21 anos – ou ‘baleia assassina’ – deu à luz em 4 de setembro a seu novo filhote, apelidado de ‘J57’ por pesquisadores, no estreito oriental de Juan de Fuca em águas americanas.

De acordo com o Centro de Pesquisa de Baleias, Tahlequah e seu novo filhote parecem estar saudáveis ​​com o bebê “nadando vigorosamente ao lado de sua mãe”.

Relembrando a história de Tahlequah

ARQUIVO – Nesta foto de arquivo do Centre for Whale Research, tirada em 24 de julho de 2018, um filhote de baleia orca está sendo empurrado por sua mãe após nascer na costa do Canadá. Os pesquisadores de baleias estavam vigiando de perto uma orca ameaçada de extinção que passou a semana inteira carregando e mantendo seu filhote morto à tona nas águas do noroeste do Pacífico.

A história de Tahlequah, que tocou os nossos corações, era a de uma mãe desesperada que por 17 dias embalou seu filhote morto por 1.600 quilômetros. Na época, também nasceu uma campanha para “adotá-la”, apoiando associações e centros de pesquisa que protegem os animais.

Agora, para ela e seu bebê (que está bem), começa uma nova vida e um capítulo muito mais feliz.

Fonte: Daily Mail

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.