Como parte de um esforço de revitalização no início dos anos 90, a vila de Inakadate, no Japão, decidiu uma nova maneira de impulsionar o turismo em sua cidade: arte em casca de arroz em larga escala. Agora, usando sete tipos diferentes de arroz como paleta de cores, mais de mil voluntários locais se reúnem a cada ano para ajudar no processo de plantio. Com o tempo, os projetos evoluíram em complexidade e agora atraem centenas de milhares de turistas todos os anos.

Todo mês de abril, é realizada uma conferência para decidir o design para o próximo ano. Quando o tema é definido, os oficiais da vila criam modelos digitais básicos, que são refinados pelos professores de arte locais em intrincados desenhos conceituais. Os marcadores são então colocados, mapeando cada desenho antes do início do plantio. Esse processo pode levar até três meses.

Cada mural de 15.000 metros quadrados costuma celebrar o patrimônio local e o folclore, como os desenhos deste ano, que retratam a lenda de Yamata no Orochi (a serpente de oito bifurcações), enfrentando o deus xintoísmo do mar e das tempestades, Susanno.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.