Se as árvores pudessem falar, esse bonsai certamente teria muito a dizer. Plantada em 1625, viveu muita história em seus quase 400 anos. Atualmente localizado no Arboreto Nacional dos EUA, em Washington, DC, foi presenteado aos Estados Unidos pelo mestre dos bonsais Masaru Yamaki em 1976. Mal o Arboreto sabia que essa pequena planta possuía um segredo especial.

A família Yamaki vivia a apenas três quilômetros de onde as forças americanas lançaram a bomba atômica em Hiroshima em 1945. Esse terrível evento matou 140.000 pessoas e deixou efeitos duradouros na cidade, mas Yamaki, sua família e o bonsai – todos dentro de casa durante a explosão – foram deixados em grande parte ilesos. Mais tarde, Yamaki doou a árvore para o Museu Nacional de Bonsai e Penjing antes do bicentenário americano, nunca proferindo uma palavra sobre sua história única.

Imagem via reddit

A conexão do pinheiro branco a Hiroshima só foi revelada em 2001, quando os netos de Yamaki fizeram uma visita surpresa à coleção. E embora o museu não anuncie esta parte da história do bonsai, preferindo enfatizar seu papel como um presente de amizade entre duas nações, recentemente adicionou informações sobre sua conexão com Hiroshima em seu site.

“Existe alguma conexão com um ser vivo que sobreviveu nesta terra através de quem sabe o quê”, diz Kathleen Emerson-Dell, curadora assistente do museu. “Estou na presença dele, e estava na presença de outras pessoas há muito tempo. É como tocar a história. ”

Adaptado de mymodernmet

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.