Os fabricantes de cerveja Corona após a emergência do Coronavírus estão enfrentando o pior trimestre já registrado em 10 anos e registraram, nos últimos 2 meses desde que o coronavírus se espalhou na China, uma perda de 132 milhões de libras, equivalente a cerca de 154 milhões de euros, justamente quando as vendas deveriam aumentar devido ao Ano Novo Chinês.

Isso foi dito pela empresa proprietária da Corona, a Anheuser-Busch InBev, que também possui marcas como Budweiser e Stella Artois, destacando que a perda ocorreu principalmente devido ao colapso da demanda na China, mas também no Brasil, devido, entre outras coisas, ao fechamento de muitos clubes, bares e restaurantes.

Nos EUA, 38% dos bebedores de cerveja insistiram em não comprar, sob nenhuma circunstância, a cerveja Corona.

“Não há dúvida de que a cerveja Corona está sofrendo por causa do coronavírus”, disse Ronn Torossian, fundador da 5WPR, em comunicado.

Não há conexão conhecida entre a cerveja e o vírus – exceto o nome.

Mas Torossian explicou o quão importante é um nome de uma marca para o produto.

“Alguém poderia se imaginar entrando em um bar e dizendo: ‘Ei, posso pegar uma Corona?’ Ou ‘Me veja uma Corona'”, disse ele.

De fato, 14% dos entrevistados que disseram consumir regularmente a cerveja Corona admitiram na pesquisa que não pediriam a bebida em público.

Também houve alguma confusão, pois 16% dos entrevistados disseram não ter certeza se o vírus está relacionado à cerveja Corona.

“Embora a marca afirme que os consumidores entendem que não há ligação entre o vírus e a empresa de cerveja, isso é um desastre para a marca Corona”, disse Torossian.

Segundo a empresa, a epidemia, juntamente com outros fatores, pode levar a uma queda de 10% no lucro base no primeiro trimestre de um ano para o outro, embora antes de eclodir, eles esperavam crescimento para 2020.

Enquanto isso, a Diageo, maior produtora de álcool do mundo, alertou que a disseminação do Coronavírus reduziu os lucros em cerca de € 234 milhões este ano.

E nos EUA, as pesquisas no Google pelas palavras-chave ” vírus da cerveja Corona ” e ” vírus da cerveja ” aumentaram, juntamente com outras pesquisas sobre sintomas, em 1.050%. Sim, porque, infelizmente, a semelhança entre os dois nomes, Corona e Coronavírus, levou as pessoas a acreditarem que havia alguma conexão estranha, embora obviamente esse não seja o caso.

Fontes: GreenMe / New York Post

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.