Pelo terceiro ano consecutivo, The Coca-Cola Company, PepsiCo e Nestlé foram apontados como os maiores poluidores do mundo para a produção de plástico. Isso foi revelado no relatório Break Free From Plastic “BRANDED Vol III: Demanding Corporate Accountability for Plastic Pollution” publicado recentemente.

Impossível negar. A poluição por plásticos é um dos problemas ambientais mais graves do mundo e as multinacionais são as grandes responsáveis ​​por isso, de acordo com um novo estudo. A Coca-Cola, a PepsiCo e a Nestlé apontaram os maiores poluidores de plástico do mundo pelo terceiro ano consecutivo, enfrentando crescentes críticas por sua falta de ação.

Este ano, a Auditoria Break Free From Plastic Brand, uma iniciativa anual de ação cidadã que envolve a contagem e documentação de marcas em relação aos resíduos plásticos encontrados em comunidades ao redor do mundo, coletou 346.494 pedaços de plástico. de 55 países. Além disso, para a edição 2020 do dossiê Break Free From Plastic, o trabalho essencial dos voluntários que estão envolvidos na coleta de resíduos, especialmente no Sul do mundo, e o impacto que o plástico descartável de baixo valor tem sobre Meios de subsistência.

E os resultados confirmam que entre os maiores produtores estão Coca-Cola, Pepsi e Nestlé. Infelizmente, essas grandes empresas estão no topo da triste classificação há 3 anos. Em seguida, encontramos Unilever, Mondelez, Mars, P&G, Philip Morris, Colgate-Palmolive e Perfetti.

“Não é surpreendente ver as mesmas grandes marcas no pódio dos maiores poluidores de plástico do mundo por três anos consecutivos. Essas empresas afirmam que estão lidando com a crise do plástico, mas continuam investindo em soluções falsas, fazendo parceria com empresas de petróleo para produzir ainda mais plástico. Para parar esse caos e combater as mudanças climáticas, multinacionais como Coca-Cola, PepsiCo e Nestlé devem acabar com seu vício em embalagens plásticas de uso único e abandonar os combustíveis fósseis “, disse Abigail Aguilar, Coordenadora Regional da Campanha dos Plásticos da Greenpeace Sudeste Asiático.

Um total de 13.834 resíduos de plásticos da marca Coca-Cola foi registrado em 51 países. Isso é mais plástico do que a soma dos outros dois grandes poluidores globais combinados. A seguir está PepsiCo com 5.155 resíduos plásticos encontrados em 43 países e Nestlé com 8.633 em 37 países. De acordo com o dossiê, apesar das boas intenções, houve um aumento no número de produtos plásticos em relação ao ano passado.

No último relatório da Ellen MacArthur Foundation, ficou claro que essas empresas não fizeram nenhum progresso no tratamento da crise de poluição do plástico. Os plásticos descartáveis ​​têm efeitos devastadores não apenas em nossa Terra, mas especialmente para as populações mais pobres: as comunidades no Sul global estão testemunhando a rápida escalada de embalagens plásticas descartáveis ​​de baixa qualidade colocadas agressivamente no mercado por grandes multinacionais.

“As principais empresas poluidoras do mundo afirmam trabalhar duro para resolver a poluição do plástico, mas, em vez disso, continuam a bombear embalagens de plástico descartáveis ​​nocivas. Precisamos interromper a produção de plástico, eliminar gradualmente o uso único e implementar sistemas de reutilização robustos e padronizados. A Coca-Cola, a PepsiCo e a Nestlé devem estar na vanguarda para encontrar soluções reais ”, concluiu Emma Priestland, coordenadora de campanhas corporativas globais da Break Free From Plastic.

Para ler o relatório completo clique aqui

Breakfreefromplastic

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.