Por Melanie Greenberg

 

O estresse é o que você sente quando uma meta, valor ou recurso importante é ameaçado. Quando você fica estressado, seu cérebro inicia uma resposta de “lutar, fugir, congelar”. Seu cérebro se preocupa em monitorar a ameaça e se proteger lutando, congelando ou fugindo. Essa resposta funciona muito bem para ameaças físicas imediatas, como um predador prestes a atacá-lo. Mas não funciona tão bem para estresses crônicos como ameaças à sua subsistência, desempenho sob pressão ou lidar com pessoas difíceis. A resposta ao estresse do seu cérebro restringe seu foco mental e torna você menos cognitivamente flexível.

A seguir estão algumas armadilhas de pensamento comuns que você pode cair quando estiver estressado e algumas coisas que você pode fazer para reiniciar seu cérebro.

Pensamento preto e branco. Você está vendo coisas em preto e branco e esquecendo o cinza? Esse tipo de pensamento lhe diz que ou as coisas são perfeitas ou são terríveis; você é um sucesso ou um fracasso – não há nada entre eles.

Raciocínio emocional. Você acha que é um perdedor só porque se sente como um? Quando você experimenta uma falha ou rejeição, é mais provável que você se veja sob uma luz negativa, mesmo sem qualquer evidência de transgressão.

Visão de túnel. Seus sentimentos sobre o estressor dominam sua vida – a tal ponto que eles são tudo em que você pode se concentrar? Você se esquece de aspectos positivos de sua vida ou realizações passadas que são fontes de orgulho ou felicidade?

Pensamento de desejo. Você está organizando sua vida em torno do que você espera que aconteça, ao invés do que é mais provável que aconteça? Você tem um plano de backup?

Culpando-se ou culpando os outros. Em vez de se concentrar na situação atual e no que você pode fazer a respeito, você se culpa por decisões passadas que não deram certo? Ou você culpa os outros sem assumir a responsabilidade por sua contribuição? A culpa é uma abordagem inútil porque se concentra no passado e pode diminuir sua auto-estima ou arruinar relacionamentos.

Culpa e arrependimento. Se você agiu contra seus valores, a culpa pode ajudá-lo a fazer as pazes. Mas então você precisa trabalhar para perdoar a si mesmo. Se você está lamentando uma decisão passada, você está levando em conta as circunstâncias?

Pensar demasiado e duvidar de si mesmo. Toda vez que você precisa tomar uma decisão ou agir para lidar com um estressor, começa a duvidar de si mesmo? Você começa a pensar em todos os aspectos negativos ou coisas que poderiam dar errado? Lembre-se de que você não precisa esperar pela resposta perfeita antes de agir.

Ser apanhado numa armadilha do pensamento aumenta o seu stress, diminui a sua auto-estima e pode criar ansiedade e depressão. Não apenas você está lidando com um evento difícil, mas agora a sua própria interpretação do motivo pelo qual isso aconteceu faz com que você se sinta mal consigo mesmo. Aqui estão algumas coisas que você pode fazer em vez disso:

Amplie sua visão. Tente dar um passo atrás e ter uma visão mais ampla da situação. Quão importante é esse estressor, realmente? Você poderia sobreviver se as coisas não funcionassem do jeito que você queria? Tente colocar o estressor em perspectiva, em vez de deixá-lo dominar sua atenção e energia.

Concentre-se no positivo. Existe alguma coisa a ganhar com a situação? Pode ser uma oportunidade para crescimento pessoal ou para aprender resiliência e novas habilidades de enfrentamento? Concentre-se na emoção e na paixão que sente pelos seus objetivos.

Lembre-se de seus pontos fortes. Quais qualidades ou valores pessoais você tem e pode aplicar a essa situação? Você já lidou com sucesso com as dificuldades da vida no passado? Pense sobre a situação e suas habilidades de maneira que você se sinta mais confiante em passar por isso.

Pratique gratidão. Concentre-se atentamente nas coisas da sua vida que ainda são boas, apesar do estressor. Permita-se sentir-se grato por sua família, amigos, mentores, saúde física, habilidades ou oportunidades que você recebeu. Deixe o estressor estar lá, mas não deixe que ele ocupe todo o seu espaço mental.

 

Texto traduzido de franksonnenberg

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.