Você já ouviu uma voz interior lhe dizendo coisas enfraquecedoras, como “eu não acho que posso fazer isso”, “e se eu falhar?”, “Eu não sou tão esperto”, “eu nunca vou ter isso, “Isso é muito difícil”, “Isso é muito grande para mim”, “É impossível” ou “É bom demais para ser verdade”?

Se isso soa uma campainha para você, saiba que esta foi a voz do seu crítico interno.

Qual é o seu crítico interno?
É aquela voz em sua mente que freqüentemente fala com você quando você quer correr riscos e sair da sua zona de conforto. É uma voz de medo.

Sua finalidade é mantê-lo na zona segura e protegê-lo de possíveis lesões emocionais, como julgamento, rejeição, culpa ou vergonha. É uma resistência interna à mudança e ao desconhecido, e a principal razão para você arriscar pequeno e não se atrever a ir para seus sonhos.

Seu crítico interior faz um excelente trabalho em mantê-lo seguro; no entanto, pode ter um impacto adverso em sua vida, possivelmente fazendo com que você:

– Duvide de si mesmo e de suas habilidades, mesmo sabendo que você é capaz de realizar grandes coisas na vida.

– Admire os outros por suas conquistas sem poder reconhecer os seus. Você pode ter suas próprias realizações como garantidas, pensando que “qualquer um poderia ter feito isso” ou atribuindo-as à sorte ou a outras pessoas que lhe deram chances de sucesso.

– Procrastinar. Você pode colocar coisas importantes em espera em vez de apenas fazê-las.

– Sente-se estressado e ansioso ao tentar conseguir algo importante para você.Sinta-se estressado e ansioso ao tentar conseguir algo importante para você.

– Preocupa-se excessivamente com o que as outras pessoas pensam de você. Você pode temer que eles pensem menos de você se você falhar.

– Toma as coisas pessoalmente ou deixe que os outros a tomen.

– Fica em um relacionamento insalubre com alguém ou impede que você inicie um novo relacionamento por causa do risco de se machucar.

– Fica preso em um trabalho do qual você não gosta ou até mesmo odeia, com medo de que a mudança não traga dinheiro ou sucesso suficientes.

Como seu crítico interno soa?
Veja um exemplo:

Uma amiga minha quis uma vez deixar seu emprego e redesenhar sua vida profissional do zero. Seu plano era tirar alguns meses de folga do trabalho para estudar.

No momento em que perguntei como ela se sentia sobre essa ideia, ela não conseguia parar de falar: “Isso seria ótimo, mas, sabe, e se eu acabar sem dinheiro? E se meu marido não concordar? O que as pessoas diriam se eu parasse de trabalhar? E se eu não tiver tempo suficiente para meus filhos? ”- Uma tagarelice interminável de preocupações, suposições e” e se “ainda não aconteceram.

O que você pode fazer?
Ouvir essa voz não significa que você está quebrado e precisa ser consertado. Todos nós temos isso em nossas cabeças; faz parte da nossa sombra e o que nos faz humanos.

O objetivo não é matá-la (já que é sua verificação de segurança), mas aprender como diferenciar a preocupação realista do crítico interno do falso pânico.

Aqui estão seis coisas práticas que podem ajudá-lo a silenciar essa voz negativa da sua mente:

Reconhecer seu comportamento de auto-sabotagem

Só podemos mudar as coisas de que estamos cientes. Esteja atento aos seus pensamentos. Monitore seu pensamento negativo. Cada vez que você se encontrar ouvindo essas vozes sabotadoras em sua mente, pare por um momento e faça a si mesmo a seguinte pergunta: O que estou pensando agora? Como esse pensamento me serve?

Não se misture com ser realista

Na vida, há situações em que você não tem o que é preciso para chegar onde deseja. Eu adoraria me tornar uma bailarina, mas meu corpo não me permitia. Às vezes, a realidade é que você precisa adquirir novas habilidades e experiências.

Quando você constrói um plano de ação definindo novas metas e trabalhando em seu desenvolvimento, isso mostra que você está sendo realista. Mas se você começar a dizer a si mesmo que vai ser difícil ou até mesmo impossível antes mesmo de tentar, saiba que não é sua verdadeira conversa. Esse é o seu crítico interno.

Faça as pazes com o seu crítico interno

Abrace-o com compaixão. Às vezes, é de mau comportamento, dizer coisas ásperas ou malvadas sobre a vida ou sobre si mesmo, mas, lembre-se, tem uma boa intenção: proteger você de se machucar.

Experimente este exercício divertido e simples: imagine o seu Crítico Interior como uma pessoa e até mesmo dê um nome a ele. Diga algo como: “Eu aprecio que você venha à minha mente, tentando me proteger. Mas eu vou tentar de qualquer maneira, e eu vou ver o que acontece. “Algo como:” Obrigado, mas não, obrigado. ”

Construa a autoconfiança

Desafie seu pensamento negativo. Coloque as coisas em perspectiva. Olhando para as suas realizações passadas, o que você sabe ser verdade sobre si mesmo? Quais são as coisas de que você mais se orgulha?

Praticar afirmações positivas

Afirmações são afirmações credíveis e presentes que são o oposto de seus pensamentos negativos auto-sabotadores.

Aqui estão apenas alguns exemplos para você repetir regularmente e ver o que acontece:

Eu estou feliz.

Eu sou amável

Estou aberto à abundância financeira.

Eu acredito em mim e minhas habilidades.

Eu mereço as melhores coisas que a vida tem para oferecer.

Sou grato.

A vida me ama.

Procure soluções

Seu crítico interno não lhe oferecerá soluções para seus problemas – esse é o seu trabalho! Leia alguns bons livros para ajudá-lo a aumentar sua confiança e sua auto-estima. Trabalhe com um treinador para ajudá-lo a se conectar ao seu poder interior e sabedoria interior. Sua mente está freqüentemente tentando brincar com você. O seu eu autêntico (chame-o de seu Líder Interior) conhece a verdade e já está disponível para você, pronto e ansioso para apoiá-lo. Sempre.

Silenciar o seu crítico interior pode ser uma prática contínua, mas depois de reconhecer que a voz interior o impede do que poderia ser o seu maior potencial na vida, ele perde o poder de controlá-lo. Dominar a habilidade de lidar com a autocrítica é um dos primeiros passos no caminho para o sucesso e o contentamento.

 

Artigo escrito por Sara Fabian e publicado no site UPLIFT

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS