Cientistas da Índia e da Rússia criaram embalagens de alimentos comestíveis para embalar produtos de padaria, aves, carnes e frutos do mar.

Projetado para substituir um dos materiais menos reciclados do planeta, o envoltório consiste em ingredientes naturais que são seguros para o meio ambiente e para os seres humanos.

A pesquisa, publicada no Journal of Food Engineering, descreve três tipos de filmes de alimentos baseados no conhecido biopolímero de alginato de sódio de algas marinhas – um composto encontrado dentro das paredes celulares das algas marrons.

“Suas moléculas têm propriedades de formação de filme”, disse Rammohan Aluru, pesquisador sênior do laboratório de síntese orgânica da Universidade Federal de Ural e co-autor do artigo. “A maior vantagem do alginato de sódio é que ele atua como gel líquido em meio aquoso.”

Moléculas de alginato foram reticuladas com um antioxidante natural ácido ferúlico (derivado do ácido cinâmico), e a deliciosa combinação torna o filme não só forte, mas também homogêneo, mais rígido, prolongando a vida dos produtos, afirmam os cientistas.

“Os alimentos permanecem frescos por mais tempo devido aos componentes antioxidantes que retardam os processos de oxidação”, disse Grigory Zyryanov, professor do Departamento de Química Orgânica e Biomolecular da Universidade Federal de Ural. “

E os filmes são solúveis em água e se dissolvem em quase 90% em 24 horas.

Além disso, podemos adicionar aos filmes agentes antivirais naturais, que também prolongarão a vida útil dos alimentos. O alho, a cúrcuma e o gengibre contêm compostos que podem impedir a propagação dos vírus. ”

Segundo os autores, nenhum equipamento especial para a produção de filmes é necessário. Em escala industrial, pode ser criado por fabricantes de produtos alimentícios e filmes.

“Também pode ser produzido em uma planta de produção de polímeros. A única condição é que ele atenda aos padrões que se aplicam à produção de alimentos. E se uma fonte inesgotável de algas no oceano estiver próxima, será muito simples criar esses filmes ”, disse Grigory Zyryanov.

Juntamente com cientistas das Universidades Sri Venkateswara e Sri Padmavati Mahila Viswavidyalayam na Índia, a pesquisa foi apoiada pela University Grants Commission daquele país e pelo Instituto Central de Engenharia e Tecnologia de Plásticos, também na Índia.

O alginato de sódio é um conhecido biopolímero comestível de origem natural usado como espessante e estabilizador, e o ácido ferúlico (o derivado do ácido cinâmico) possui uma ampla gama de propriedades farmacológicas, em particular, antiinflamatória, antitumoral, antitóxico, hepato- e cardioprotetores, antivirais e antibacterianos, principalmente devido às propriedades antioxidantes desse ácido.

Adaptado de GNN

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.