A maioria das pessoas aprende sobre a compaixão com seus familiares e / ou líderes de organizações religiosas. Uma escola na Irlanda, no entanto, está estabelecendo um novo precedente abandonando a lição de casa por um mês e, em vez disso, atribuindo “atos de bondade” a seus alunos.

De acordo com Upworthy, os alunos que frequentam o Gaelscoil Mhíchíl Uí Choileáin em Clonakilty receberam “atos de bondade” em vez de “trabalhos de casa tradicionais” por pelo menos um mês.

Gaelscoil Mhíchíl Uí Choileáin em Clonakilty / Imagem Facebook

Às segundas-feiras, as crianças são convidadas a se dá atenção a um idoso, fazer-lhe companhia e auxiliá-lo no que for possível. Às terças-feiras, os alunos têm a tarefa de facilitar a vida de um membro da família, assumindo uma tarefa ou ajudando sem serem solicitados. As quartas-feiras são para atos aleatórios de bondade de qualquer tipo. As quintas-feiras devem fazer algo compassivo por si mesmas ou cuidar de seu próprio bem-estar físico e mental.

Nas semanas que antecederam as férias, as crianças são convidadas a manter o controle dos atos de bondade em um Bondade Diário. A escola também montou uma Urna da Bondade, onde os alunos podem escrever e depositar observações e afirmações positivas para aumentar a estima de seus colegas de classe. Nas manhãs de sexta-feira, um professor seleciona aleatoriamente um punhado de notas e as lê em voz alta.

Isso não é tudo – cada classe também foi incumbida de cooperar em um ato coletivo de bondade para a comunidade. O desafio é debatido pelos estudantes e depois conduzido em equipe. Uma publicação no Facebook revela que o currículo não convencional existe há três anos. O resultado é declaradamente positivo e considerado um enorme sucesso.

Clonakilty Gaelscoil pupils undertaking kindness acts in lieu of December homework!!For the third year running, pupils…

Publicado por Gaelscoil Mhichíl Uí Choileáin em Segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Imagine se as escolas em todos os lugares adotassem um programa semelhante. Talvez incutir valores de empatia e compaixão em tenra idade ajude crianças e adolescentes a se ajustarem melhor ao mundo à medida que crescem. No mínimo, o currículo demonstraria como uma das questões mais prementes do mundo moderno não é a falta de conhecimento, mas a falta de valores compartilhados que obrigam nossa espécie a se preocupar.

Do site truththeory

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.