As orquídeas de macaco são, na verdade, uma família inteira. E todos elas parecem macacos.

Parece que a mãe natureza tinha alguns primatas em mente ao criar essas flores únicas. O gênero de orquídea Drácula – mais comumente referido como o “ Orquídea Macaco” – é uma família com mais de 110 variedades diferentes com uma semelhança incrível com a cara de macaco. A maioria dos espécimes de Orquídea Símia foram descobertas nas florestas tropicais montanhosas do sul do Equador e Peru.

A “monkey species” foi batizada pelo botânico Carlyle A. Lueren em 1978. Drácula símia se traduz como “pequeno dragão macaco”, referindo-se a suas longas pétalas como presas. Apesar da óbvia semelhança com macacos, as flores são na verdade perfumadas com o perfume de uma laranja madura.

Essas flores exóticas prosperam em sombras profundas, amam a umidade e, ao contrário do que se possa pensar, preferem o frio. Pensando em cultivar sua própria? Bem, antes de começar, aqui estão os fatos:

De fato, é possível encontrar fornecedores que vendem sementes de Drácula online. No entanto, esteja ciente de que o cultivo dessas sementes não é recomendado para os recém-chegados às orquídeas. As sementes de orquídea de macaco são quase como poeira e requerem cuidados especializados para crescer adequadamente. E mesmo em condições ideais, vai demorar de três a oito anos para que atinjam o tamanho da floração.

Dracula saulii. Foto : Wikia

Se você acha que tem o know-how e pode fornecer o ambiente adequado, estas são algumas orquídeas Drácula mais fáceis de cultivar: Drácula eritrocheato , Drácula bella e Drácula cordobae .

Apenas certifique-se de comprar sementes de um negociante respeitável, pois há muitos golpistas anunciando sementes de orquídeas de macaco online.

Foto: Equipe Columbus GV
Foto: Equipe Columbus GV
Foto: AP Sijm . Swiss Orchid Foundation no Herbarium Jany Renz. Instituto de Botânica, Universidade de Basel, Suíça.

Adaptado de Earthly Mission

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.