Lima Duarte, em vídeo, faz um depoimento emocionante sobre a morte do colega e amigo Flavio Migliaccio. “Eu te entendo”. Com essa frase ele abre a fala dele e segue relembrando momentos de suas vidas e carreiras.

Em quase cinco minutos de vídeo, o velho ator de 90 anos, discorre sobre os momentos difíceis que a classe enfrentou durante os tempos da ditadura militar.

“Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”….

E encerra com uma frase que faz referência a um personagem da peça “Os fuzis da Senhora Carrar”, de Bertolt Brecht:

“Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”

No texto, o personagem Pedro Jáuqeras, diz: “Eu já li, muitas vezes, que as pessoas que não querem assumir nenhuma culpa acabam lavando as mãos em bacias de sangue. E esse sangue, depois que se vê nas mãos!”

Veja o vídeo:

Migliaccio foi encontrado morto na manhã de segunda-feira (04) em seu sítio em Rio Bonito, no Rio de Janeiro. Tinha 85 anos. Como disse Lima Duarte, ele atuou na cena teatral de São Paulo na década de 1950, integrando o importante grupo Teatro de Arena.

Crédito da foto de capa: GShow/Raquel Cunha – Divulgação Globo TV

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.