Uma nova lei nas Filipinas foi introduzida, o que requer que todos os estudantes do ensino médio e da faculdade plantem pelo menos 10 árvores antes que possam se formar.

Plantar árvores antes da formatura é uma tradição antiga no país, mas agora o governo formalizou a lei na esperança de não apenas manter a tradição viva, mas também combater as mudanças climáticas globais.

De acordo com aqueles que introduziram a lei, a nova legislação pode resultar em 525 bilhões de árvores plantadas em uma única geração se os estudantes aderirem a ela.

O principal autor da nova legislação, o representante do Partido Magdalo, Gary Alejano, disse:

“Se mais de 12 milhões de alunos se formarem na escola primária e quase cinco milhões de alunos se formarem no ensino médio e quase 500.000 se formarem na faculdade a cada ano, essa iniciativa, se implementada corretamente, garantirá que sejam plantados pelo menos 175 milhões de novas árvores por ano.
No curso de uma geração, nada menos que 525 bilhões podem ser plantados sob esta iniciativa.
Mesmo com uma taxa de sobrevivência de apenas 10%, isso significaria que 525 milhões de árvores adicionais estariam disponíveis para os jovens desfrutarem, quando assumirem o manto da liderança no futuro.

As árvores serão plantadas em manguezais, florestas existentes e algumas áreas protegidas, assim como áreas militares, áreas de mineração abandonadas e áreas urbanas selecionadas, como relatado pela CNN Filipinas.

Um dos requisitos será que as árvores plantadas sejam adequadas ao local, bem como o clima e a topografia da área. Espécies indígenas de árvores terão preferência.

Um número de agências governamentais, como o departamento de educação e o departamento de meio ambiente e recursos naturais, será responsável pela seleção e preparação de mudas, monitoramento e avaliação, suporte técnico e outros serviços.

Além do impacto positivo imediato que as árvores terão, como absorção de dióxido de carbono e combate ao desmatamento, o governo espera que a nova iniciativa ajude as futuras gerações a entender questões ambientais e ecológicas no futuro.

As Filipinas são um dos países mais fortemente desmatados do mundo. Durante o século 20, a cobertura florestal total do país caiu de 70% para apenas 20%. A extração ilegal de madeira ainda é um problema no país, com a falta de árvores aumentando o risco de inundações e deslizamentos de terra, de acordo com o Independent.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.