Imagine se você pudesse ter uma manhã de segunda-feira de folga por mês? No Japão, a iniciativa é do próprio governo, de acordo com reportagem da BBC. O Ministério da Economia daquele país pretende diminuir o número de horas extras realizadas pelos trabalhadores. O objetivo é proporcionar um maior equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal dos japoneses.

A “segunda brilhante”, como foi chamada a medida, é uma forma de tentar equilibrar melhor a relação da população do país com o trabalho. Morrer de tanto trabalhar é um problema sério por lá — existe até mesmo um termo para designar o problema: karoshi.

As folgas matutinas às segundas-feiras surgiram de uma lei japonesa, criada no ano passado. De acordo com o governo do Japão, as empresas privadas foram incentivadas a deixar os funcionários saírem mais cedo na última sexta-feira de cada mês, mais precisamente às 15h, para viajar e ir às compras. A ideia era incentivar o consumo da população.


Anteriormente, o governo tentou instituir a “sexta premium”, em que trabalhadores seriam dispensados mais cedo na última sexta-feira do mês. A medida, porém, teve pouca adesão, pois o fim do mês é uma época bem atarefada para as empresas, pois é o momento do fechamento de balanços. Segundo dados do Ministério, 89% dos trabalhadores sabiam da “sexta premium”, mas só 11,2% puderam aproveitar.

Com a iniciativa da chamada “segunda brilhante” eles tentarão resolver isso, deixando a folga para a segunda-feira posterior à última sexta do mês. Assim, os trabalhadores podem aproveitar melhor o domingo à noite. Como nota o jornal inglês The Telegraph, a medida pode até mesmo ter um bom impacto econômico, já que pode encorajar mais gastos ao sair e até mesmo encorajar casais a terem filhos, o que ajudaria a sanar o problema do envelhecimento e da diminuição da população.

 

Fonte: SuperInteressante

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS