Lao Tsé, Laozí ou Laocio são três maneiras de nomear aquele que é um dos filósofos orientais mais admirados, ao lado de Confúcio e Buda. Ele viveu nos séculos VI e V aC e sua influência ainda é imensa hoje.

Fundador do Taoísmo e autor do Tao Te Ching , Lao Tsé é o pai de uma filosofia eterna, que permanece tão válida hoje como quando ele viveu. O pensamento oriental não pode ser entendido sem os ensinamentos desse filósofo, guias inestimáveis ​​para viver a vida de acordo com a natureza e alcançar a serenidade da alma.

1- O Tao. Traduzido como “o caminho” ou “a via”, o Tao é a ordem inominável e imanente do universo. A lei eterna que une tudo: o vivo e o inerte, o real e o místico, o concreto e o abstrato. Os ensinamentos de Lao Tsé nos levam a entender o Tao e a viver de acordo com ele.

2- Causa e efeito. Tudo o que vemos é o resultado da dinâmica de causa e efeito. O universo e tudo o que existe nele – quer o conheçamos quer não – está sujeito à mutação e à mudança perpétua que o Tao estabelece. Não podemos ignorá-lo, e somente aceitando-o e vivendo de acordo com suas regras podemos viver plenamente.

3- O yin e o yang. São dois conceitos que representam a dualidade e a mudança contínua que governa o Tao. Cada conceito, pensamento ou objeto, tem um complemento oposto ao que existe, por sua vez, em si mesmo e que é uma condição indispensável para definir ambos: frio / quente, seco / molhado, feminino / masculino, atividade / passividade, etc. .

4- Taijitu. É a maneira mais conhecida de representar yin e yang. O famoso círculo dividido em duas metades curvilíneas (branco e preto) com um ponto de seu oposto no interior. Passou de ícone meramente descritivo da filosofia taoista a entrar na arte pop e aparecer em todos os tipos de merchandising.

5- Tao Te Ching. Um dos mais famosos e antigos livros de história, o Tao te Ching , ou O Livro do Tao, é a obra em que Lao Tzu explica como o Tao e como os homens podem adaptar suas vidas a ele, por então viva de acordo com sua natureza. É também o livro mais vendido e traduzido do Oriente.

6- Vida virtuosa. Lao Tzu estabelece um conjunto de virtudes que nós temos que viver de acordo com o Tao, e entre eles estão: a piedade, a magnanimidade, altruísmo, honestidade, introspecção, sedentarismo e educação. Há também vícios que temos que evitar, como: violência, ganância, preconceito e aceitação de convenções, tabus e normas sociais sem descobrir se eles estão alinhados com o Tao.

7- A não ação. Um princípio taoista que nos lembra os estoicos gregos. Lao Tsé nos convida a aceitar o que acontece ao nosso redor e a não tentar dominar o mundo. Isso é governado pelo Tao, que é perfeito e está longe do nosso controle. Se tentarmos dominar o Tao, vamos perdê-lo.

8- Liberdade. Tudo forçado está errado. O ser humano deve viver livre, sem vínculos. Só assim podemos viver em harmonia com o Tao e alcançar a satisfação. Aquilo que nos custa, que não nasce da paixão, está errado, segundo Lao Tsé. O caminho do Tao é fluido, fácil, porque está em harmonia com a nossa natureza. Se algo nos prender, provavelmente teremos que repensar nossas premissas, podemos caminhar na direção errada …

9- Ausência de domínio. Temos que confiar no Tao e deixá-lo seguir seu curso livremente. Somos nós que temos que nos adaptar a ele e não o contrário.

10- Religião e espiritualidade. Embora o taoismo tenha começado como uma filosofia, não é de estranhar que a sua visão cosmológica, cheio de espiritualidade, eventualmente torna-se uma religião (caminho de volta no século III. C.) Hoje, taoismo continua sendo uma das grande religiões na Ásia e é uma forma dominante de espiritualidade no mundo. No Ocidente, no século 20, ganhou cada vez mais adeptos, porque é uma forma de metafísica que não está sujeita a dogmas ou instituições. Quem acredita na doutrina de Lao Tzu não responde a ninguém além do Tao, nem aceita ordens além dele. O taoismo oferece, assim, uma ideia de religiosidade, individual, mais próxima da natureza do que dos messias das escrituras sagradas.

Esses são os principais ensinamentos de Lao Tsé, todos contidos no Tao Te Ching , um livro poético e enigmático que está em moda há mais de 2.000 anos. Uma leitura inestimável que nos conecta com a parte mais misteriosa da nossa existência. Conheça Lao Tsé. Merece a pena.

 

Do site Filosofía&Co

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS