Você imagina o que causa contato físico em nossos corpos? um abraço, uma carícia, uma massagem ou simplesmente um aperto de mão, têm o poder de nos renovar.

Nos últimos tempos, devido à tecnologia digital, cada vez mais pessoas não têm contato físico. Beijos, abraços, apertos de mão são frequentemente substituídos pelas reações do Facebook ou de outras redes sociais. Muitos pensam que na esfera emocional uma “saudação digital” e uma saudação física são a mesma coisa, mas não é assim.

Por causa disso, muitos passam muitas horas, muitas vezes até mesmo alguns dias sem contato físico. Isso pode ter um impacto muito negativo na nossa saúde, muito mais do que podemos imaginar.

O contato físico simples causa respostas biológicas e emocionais por parte do nosso corpo que levam a benefícios significativos e importantes para a saúde. Apenas segure uma criança, acaricie um animal, abrace uma pessoa carinhosamente, massageie ou simplesmente cumprimente-a com um longo aperto de mão, para ativar uma profunda mudança benéfica no corpo, tanto emocional quanto física.

Quando somos acariciados, abraçados ou entramos em qualquer tipo de contato físico com outras pessoas, as terminações nervosas da pele enviam mensagens para o cérebro, da mesma forma que percebemos, por exemplo, calor e dor. Essas mensagens ativam uma resposta biológica e emocional em nosso corpo.

O fato de que um abraço, um beijo, um aperto de mão ou uma massagem pode nos melhorar emocionalmente é bem conhecido, mas dificilmente alguém imagina seus benefícios mesmo no plano físico.

Os benefícios do contato físico

– Combate depressão, ansiedade e estresse. Um contato físico agradável ativa a produção de serotonina (o hormônio do bom humor), a dopamina (o hormônio do prazer) e a ocitocina (o hormônio do amor), hormônios fundamentais para a saúde mental. Esses hormônios reduzem a ansiedade, combatem a depressão, aumentam a sensação de segurança, estimulam uma sensação de maior calma e paz, promovem uma sensação geral de bem-estar e reduzem a produção de cortisol, o principal hormônio relacionado ao estresse.
Não por acaso quando estamos tristes ou tensos, apenas um simples abraço para liberar toda a tensão em nós, para então ficarmos muito mais calmos, relaxados e regenerados psicologicamente.

– Estimula o desejo sexual. Em particular, a oxitocina (hormônio produzido devido ao contato físico) também é chamada de “hormônio do amor”, pois estimula o desejo sexual, a afetividade e a empatia.

– Fornece energia. Um simples abraço estimula a produção de hemoglobina, que transporta oxigênio para os tecidos, fornecendo energia ao organismo.

– Fortalece a auto-estima. Quando entramos em contato físico com uma pessoa que nos abraça, aperta nossas mãos ou nos beija, nossa auto-estima é fortalecida, nos aceitamos melhor e somos mais bem aceitos pelos outros.

– Melhora a pressão arterial e frequência cardíaca. Como descrito acima, um contato físico agradável e prolongado, como um longo abraço, ou uma “mão na mão”, reduz os efeitos físicos nocivos do estresse, graças aos “hormônios da felicidade” que o corpo libera. O estresse tem um impacto negativo na pressão arterial e na frequência cardíaca.

“Há momentos em que um simples abraço é tudo o que você precisa para recarregar e viver.”

Artigo escrito por Stephen Littleword / Salutecobio

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.