Muitos acreditam que o sentido da vida está na transcendência, no eterno, esquivando-se do momento presente. O escritor e psicanalista Contardo Calligaris afirmava que a crença na eternidade, no além, seria uma forma de manter as esperanças de sentido. Em sua conferência no Fronteira do Pensamento 2019, Calligaris disse que o sentido está no que é vivido a cada dia: “a questão do sentido da vida é simples. O sentido da vida é a própria vida concreta”.

Contardo Calligaris em março de 2021, aos 72 anos. Radicado no Brasil, o escritor, psicanalista e dramaturgo abordava questões sobre a existência humana e introduziu o debate sobre a obrigatoriedade da felicidade.

Leia também: Contardo Calligaris: “A falta de interesse pelo mundo e pelos outros é o que pode nos acontecer de pior”

Contardo Calligaris era Doutor em psicologia clínica pela Universidade de Provence. Lecionou na Universidade Paris 8 e teve aulas com Roland Barthes e Michel Foucault, além de acompanhar os seminários ministrados pelo psicanalista francês Jacques Lacan, uma grande influência em sua formação.

O psicanalista italiano, radicado no Brasil, atendia nos seus consultórios em São Paulo e Nova York e era colunista da Folha de S. Paulo. Em seu trabalho, abordava temas como cultura e psicanálise, em especial sobre a suposta obrigatoriedade da felicidade, do gozo, da beleza e dos excessos.

Siga o canal do Fronteiras do Pensamento

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.