O desenho é um dos meios de expressão através dos quais as crianças expressam seus sentimentos, medos, preocupações e ilusões. É uma técnica projetiva que permite delinear alguns dos traços de personalidade das crianças desde tenra idade, embora seja importante ter em mente que, como a personalidade das crianças ainda não foi consolidada, os dados fornecidos por essa técnica são meramente indicativos. e pode variar ao longo do tempo.

Como o teste da árvore é aplicado?

O teste da árvore é uma técnica muito fácil de aplicar e pode ser usado mesmo em crianças que não desenham muito bem, pois geralmente não gera rejeição ou ansiedade. O mais interessante é que, embora pareça um desenho muito simples, essa árvore realmente representa a estrutura incipiente do “eu”.

Ele pode ser aplicado a partir dos 5 anos de idade, quando a maioria das crianças já domina as habilidades básicas de desenho, para poder delinear melhor os elementos que compõem a árvore. O mais importante é que os adultos não lhe deem nenhuma idéia de como a árvore deve ser, a criança deve se sentir completamente livre para desenhá-la como quiser.

Como analisar o desenho da árvore?

Solo

Nos testes projetivos, o solo representa o ponto de contato com a realidade; portanto, quando não está presente, pode significar que a criança se sente insegura ou instável. Também pode significar não esteja suficientemente enraizada ou que precisa encontrar seu próprio espaço.

Ao contrário, a presença do terreno indica segurança e autoconfiança, principalmente quando traçadas com linhas retas, que indicam clareza de idéias e estabilidade emocional. Um piso ondulado pode ser um sinal de sensibilidade e tendência a evitar brigas. No entanto, é importante saber que antes dos 9 anos de idade, muitas crianças não desenham o chão, e isso não significa que haja um problema.

Raízes

As raízes fornecem à árvore os nutrientes de que ela precisa para crescer, além de apoiá-la. Na teoria psicanalítica, as raízes representam o “ele”, isto é, a parte mais instintiva e oculta da mente. Quando omitido no desenho, pode significar que a criança tem medo do mundo ou se sente vulnerável.

Quando desenhadas em proporção, indicam que há um bom desenvolvimento emocional e que a criança se sente amada e aceita. De fato, uma árvore com muitas raízes é geralmente um sinal de um apego positivo. No entanto, crianças com menos de 9 anos de idade às vezes não desenham as raízes.

Tronco

O tronco é um dos elementos mais significativos da árvore, por isso está diretamente associado à identidade pessoal e a como lidar com o mundo. Se o tronco é muito fino e fraco ou possui linhas irregulares, provavelmente é um indicador de uma personalidade sugestiva e de medo de enfrentar um mundo considerado perigoso. Quando o tronco tem buracos, pode indicar um vazio emocional profundo.

Pelo contrário, um tronco grosso desenhado com linhas firmes indica uma personalidade forte e valores bem definidos, além de ser um sinal de autocontrole e disciplina. No entanto, se o tronco é muito grosso, pode ser um indicador de agressividade, características narcísicas, teimosia e tendência ao autoritarismo.

Copa e galhos

É a parte superior e mais visível da árvore, portanto elas representam os relacionamentos da criança com o resto das pessoas, bem como seus sonhos e aspirações. Antes de analisá-lo, é essencial saber que as crianças mais novas provavelmente não desenharão os galhos, pois não alcançam esse nível de detalhe, o que não significa que haja um problema.

Se os galhos e a copa dão um aspecto raro à árvore, isso pode refletir traços de personalidade, como excentricidade ou desejo de atrair atenção. Se os galhos forem muito pontudos ou com linhas muito retas, é provável que oculte uma tendência a ser agressivo e / ou impulsivo. Quando a copa é muito pequena, pode indicar timidez, introversão e retraimento. Se a criança acrescenta frutos à árvore, geralmente indica uma personalidade sociável e generosa.

Nota explicativa

A análise do teste da árvore é utilizada como uma ferramenta em psicologia, mas deve ser complementada com outros testes e eles são valorizados em conjunto, a fim de alcançar um possível diagnóstico por um profissional. Este artigo é informativo para os pais, pois pode ajudar a suspeitar de problemas emocionais em seu filho. De qualquer forma, deve sempre ser um profissional que avalia a criança, se necessário.

Adaptado de Etapa infantil

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.