O uso de terraços em cima de edifícios tornou-se popular nos últimos anos. Porém, há quem tenha levado essa ideia para além da recreação em geral, agregando a ideia de poder crescer em jardins através de cultivos aeropônicos verticais, método em que as raízes das plantas ficam suspensas e não precisam de solo.

A empresa Agripolis, com experiência em projetos de implantação de áreas de cultivo em empresas e hotéis, está encarregada do projeto de um jardim urbano no topo de um edifício do Paris Expo Porte de Versailles, o maior parque de exposições da França.

O projeto terá 30 espécies diferentes de culturas, entre frutas e hortaliças, que serão plantadas sem o uso de agrotóxicos ou fertilizantes químicos. O pomar terá uma área de 14.000 m²: o maior da Europa e talvez do mundo.

Além disso, o espaço conta com bar e restaurante com capacidade para aproximadamente 300 pessoas, que podem desfrutar de uma vista panorâmica da cidade. A empresa indicou que as lavouras fornecerão alimentos frescos durante a alta temporada.

A fazenda também oferece uma série de benefícios relacionados à agricultura urbana, incluindo projetos educacionais e várias oficinas em grupo, onde os residentes também podem alugar pequenos lotes de suas próprias hortaliças em caixas de madeira fundamentalmente projetadas, o que ajudará a reconectar os cidadãos da localidade com sua fonte de alimento.

O pomar também é pioneiro na implantação de técnica própria na agricultura aeropônica “vertical”. Além de não recorrer a agrotóxicos, esse estilo utiliza um sistema fechado de líquido e não solo, o que minimiza o perigo de contaminantes

“Nosso princípio orientador com todas as nossas fazendas é ajudar a promover a resiliência ambiental e econômica nas cidades de amanhã”, disse Pascal Hardy, fundador da Agripolis, ao jornal britânico The Guardian.

Hardy explica que espera que a fazenda seja lucrativa e comercialmente viável: “Se pudéssemos chegar a um modelo que seja comercialmente viável, em vez de termos que depender de vontades e subsídios, isso ajudaria as fazendas urbanas a se tornarem sustentáveis.

Ciclo Vivo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.