A RSPCA, uma instituição inglesa de proteção aos animais, teve que resgatar uma gaivota em situação difícil, depois que uma máscara facial se enroscou nos pés, na cidade de Chelmsford.

Os funcionários de um showroom de carros nas proximidades notaram que o pássaro estava lutando para andar e ligaram para a instituição de apoio aos animais.

O pessoal da instituição conseguiu capturar o pássaro, que foi visto andando pela rua já há alguns dias.

Eles então o levaram ao Hospital de Vida Selvagem de South Essex, em Orsett, para cortar a máscara e tratar o pássaro.

O inspetor da RSPCA, Adam Jones, disse: “Os funcionários de um showroom de carros nas proximidades avistaram a gaivota cerca de uma semana antes e estavam preocupados com o fato de ele parecer estar lutando para andar.

“Sempre que chegavam perto dele para ver o que havia de errado, ele voava.

“Mas no sábado eles ficaram cada vez mais preocupados porque ele ficou sentado no mesmo local por horas e não parecia se mexer.

Quando foi resgatada, a gaivota só podia pular, tropeçar e cair – Foto: RSPCA

“Eu saí para pegá-lo e, quando ele tentava fugir, tropeçava e caía.

“Assim que eu o peguei, ficou claro o porquê, como o pobre coitado, tinha uma máscara facial descartável COVID emaranhada nas duas pernas.

“Está claro que a máscara esteve lá por algum tempo e as tiras elásticas se apertaram ao redor de suas pernas enquanto suas articulações estavam inchadas e doloridas”.

O inspetor da RSPCA disse que está preocupado que esse tipo de resgate se torne muito mais comum agora que mais pessoas são obrigadas a usar máscaras faciais.

Adam disse: “Felizmente, ele está indo bem e está sendo monitorado de perto.

“Eles agora o libertaram em um aviário com outras gaivotas e, quando o grupo estiver pronto, todos serão libertados juntos.

“Estou preocupado que essa gaivota possa ser a primeira de muitas vítimas agora que as máscaras são a norma”.

“Apelo a todos os membros do público para garantir que eles descartem suas máscaras faciais e luvas descartáveis ​​- e todos os outros tipos de lixo – de maneira adequada e responsável, para que os animais não se machuquem”.

A RSPCA publicou uma lista de maneiras pelas quais o público pode impedir que mais animais sejam presos.

O público deve cortar os laços das máscaras faciais, sacolas plásticas e porta-latas de plástico antes de descartá-las.

Eles também devem cortar luvas descartáveis

Com informações da BBC / Créditos das imagens: RSPCA

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.