Os fragmentos de pergaminho, variando de apenas alguns milímetros a uma miniatura de tamanho, são os primeiros em cerca de 60 anos a ter sido desenterrados em escavações arqueológicas no deserto da Judéia.

Eles foram encontrados como parte de um projeto nacional israelense de quatro anos para evitar novos saques de antiguidades das cavernas e fendas remotas do deserto a leste e sudeste de Jerusalém, que se estende pela fronteira de Israel e da Cisjordânia ocupada.

O projeto resultou em muitos outros achados raros e históricos, incluindo uma grande cesta trançada com uma tampa que foi datada de aproximadamente 10.500 anos atrás e pode ser a mais antiga cesta intacta do mundo.

@Israel Antiquities Authority

Os arqueólogos também encontraram um esqueleto de 6.000 anos parcialmente mumificado de uma criança enterrado em posição fetal e embrulhado em um pano.

*A Autoridade de Antiguidades de Israel fez descobertas extraordinárias no deserto da Judéia. Fragmentos de um rolo da Bíblia, escondido há 1900 anos, podem ter sido escavados.

Os Manuscritos do Mar Morto, descobertos principalmente durante o século passado, contêm as primeiras cópias conhecidas de partes de quase todos os livros da Bíblia Hebraica, exceto o Livro de Ester, escrito em pergaminho e papiro.

Datando de cerca do século III aC ao século I dC, os textos bíblicos e apócrifos são amplamente considerados como uma das descobertas arqueológicas mais significativas do século 20 e permanecem o assunto de acalorado debate acadêmico em todo o mundo.

Os novos fragmentos contêm versículos de Zacarias 8: 16-17, incluindo parte do nome de Deus escrito em hebraico antigo, e versículos de Naum 1: 5-6, ambos do livro bíblico dos Doze Profetas Menores.

As condições áridas do Deserto da Judeia forneceram um ambiente único para a preservação natural de artefatos e materiais orgânicos que normalmente não teriam resistido ao teste do tempo.

Os especialistas conseguiram reconstruir 11 linhas do texto de Zacarias, incluindo os versículos: “Estas são as coisas que vocês devem fazer: Fale a verdade uns aos outros, faça justiça verdadeira e perfeita em seus portões. E não planejem o mal uns contra os outros, e não amem o perjúrio, porque todas essas coisas que eu odeio – declara o Senhor. ”

Fontes de referências: GreenmeEstadãoABC NEWSTwitter

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.