Gabriel José da Concórdia García Márquez nasceu em 6 de março de 1927 em Aracataca, Colômbia e faleceu em 17 de abril de 2014 na Cidade do México, México. Em 1982 ele foi vencedor do Prêmio Nobel de Literatura.

Ele foi um dos autores mais importantes do século passado. Entre seus trabalhos mais populares estão “Cem Anos de Solidão”, “Amor no Tempo do Cólera”, “Crônica de uma Morte Anunciada”, entre outros.

Então, vamos desfrutar de um belo poema do grande Gabriel García Márquez.

Se alguém bate à sua porta

Se alguém chama à sua porta, amiga minha,
E algo em seu sangue ladra e não repousa
E em seu caule de água, temblorosa,
A fonte é uma líquida harmonia.

Se alguém chama à sua porta e ainda
Te sobra tempo para ser bela
E há tudo abril em uma rosa
E pela rosa sangra até à morte o dia.

Se alguém chama a sua porta uma manhã
Sonora de pombas e sinos
E ainda acredita na dor e na poesia.

Se ainda a vida é verdade e o verso existe.
Se alguém chama à sua porta e você está triste,
Abre, que é o amor, amiga minha.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.

COMENTÁRIOS