Matando dois coelhos com uma cajadada, dois empreendedores ugandenses que trabalham para reciclar resíduos plásticos em materiais de construção alteraram sua produção para combater a escassez de equipamentos médicos de proteção individual (EPI) em hospitais que lidam com os pacientes com COVID-19 do país.

Depois que o governo ordenou o fechamento de todos os negócios não essenciais, Peter Okwoko e sua colega Paige Balcom, co-fundadores da Takataka Plastics, continuaram trabalhando em suas instalações de processamento de plásticos.

Mas, em vez de coisas como telhas, eles começaram a reciclar resíduos de plástico em protetores faciais para trabalhadores da sáude.

Depois de postar uma imagem de seu protótipo nas mídias sociais, a dupla recebeu uma ligação surpreendente de um hospital regional pedindo 10 protetores faciais porque eles não tinham o suficiente.

Usando moldes de origem local para plástico derretido, os dois terminaram o pedido e os entregaram, antes de receber uma ligação no mesmo hospital no final da tarde pedindo mais porque “os primeiros funcionaram tão bem para eles”, Okwoko, 29 anos. , disse à Reuters .

Reciclagem de EPI e plástico

A escassez de EPIs ocorreu em todo o mundo, e os hospitais de Uganda não são exceção, mas a Takataka Plastics, até agora, fez 1.200 escudos. Ainda mais inspirador, os 14 funcionários da empresa incluem seis funcionários que eram jovens sem teto e sem emprego.

Cerca de 500 dos escudos foram vendidos a ONGs e unidades de saúde de gestão privada a baixo custo e os outros 700 foram doados a hospitais públicos.

A Takataka espera aproveitar o sucesso dos protetores faciais e expandir suas operações para uma instalação de reciclagem e processamento de plástico mais apropriada. Atualmente, sua localização pode reduzir em torno de 60 kgs de plástico por dia, mas o objetivo é estabelecer uma capacidade mensal de 9 toneladas.

Uganda vê centenas de toneladas de plástico jogadas fora anualmente, e sua solução inovadora para a crise dos EPIs levou esses empreendedores a sonharem mais.

Via Good news network

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.