O Níger foi atingido por uma violenta tempestade de areia nessas horas. Em particular, a capital Niamey está enfrentando um evento sem precedentes. O céu ficou vermelho, criando um cenário apocalíptico. Gafanhotos, coronavírus e agora também uma tempestade de areia assustadora e colossal. Não há paz para esta área da África.

Um imponente muro de poeira avermelhada varreu a cidade, criando uma visão impressionante e ameaçadora. A enorme tempestade começou na segunda-feira, quando atingiu Niamey. Em poucas horas a cidade estava envolta em uma escuridão lúgubre e avermelhada.

Olhando para o céu, a nuvem de poeira tomou conta da cidade. Muitos habitantes disseram que testemunharam a transição do dia para a noite em questão de momentos. “Frio, estranho, assustador”: foi assim que foi definida, mas felizmente a tempestade não causou ferimentos ou baixas.

As imagens, publicadas nas mídias sociais, estão viajando pelo mundo:


Newsletter

Tempestades de areia são comuns no deserto do Saara, onde ondas de ventos quentes costumam levantar grandes nuvens de poeira e detritos – especialmente nas regiões áridas da África Ocidental durante a estação seca, conhecida como “Harmattan”, que geralmente ocorre a partir de janeiro em abril.

Além disso, de acordo com um estudo de 2016, tempestades de poeira podem gerar picos em algumas doenças, como meningite bacteriana, na região do Sahel, que se estende pelo norte da África, da Eritreia ao Senegal. De acordo com uma pesquisa conduzida por Daniel Neill, do Instituto de Infecção e Saúde Global da Universidade de Liverpool, os fortes ventos das tempestades empurram a areia, outras pequenas partículas e as bactérias que causam meningite profundamente no trato respiratório.

Fontes de referência: RT , Universidade de Liverpool, GreenMe

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.