Um “amigo de desabafo” é a pessoa a quem se deve recorrer a situações estressantes surgem, desde questões grandes a quase insignificantes. Nessas horas, poder contar com alguém que vai nos escutar sem nos julgar é realmente gratificante.

Desabafar frustrações ( ansiedade , raiva ou tristeza) geralmente fornece liberação

Um estudo de 2009 descobriu que falar sobre estressores é um mecanismo comum de enfrentamento e é realmente eficaz. No entanto, eles também descobriram que, se a pessoa que está ouvindo o discurso retórico não tem empatia, isso pode aumentar o estresse. Isso mostra que a ventilação é uma arte. Não é tudo sobre o discurso retórico; também é sobre quem está ouvindo.

O estudo traz outra vantagem sobre desabafar com amigos: isso ajuda a evitar sentimentos de solidão, especialmente em momentos em que uma pessoa em um lugar difícil precisa apenas de alguém para ouvir. Aqui está a chave. Um amigo que serve para ventilação não é um terapeuta para resolver os problemas do outro amigo. Ele apenas deve ouvir seu amigo e oferecer apoio empático.

Por outro lado, estar atento também é benéfico. Isso pode aumentar a empatia de uma pessoa, pois faz com que ela veja a situação com os sapatos do amigo. É importante que se seja tão solidário com o amigo quanto ele espera que você seja. A escuta, o apoio e o incentivo devem seguir os dois lados!

Ouvir não é uma ação passiva, como algumas pessoas acreditam. Eles podem desligar as pessoas falando, ouvindo apenas parcialmente o que estão dizendo, mas estão esperando que elas terminem para que possam falar novamente.

Ouvir é mostrar a outra pessoa que ela está sendo ouvida:

1. Apenas ouça.

Às vezes, tudo que um amigo precisa é de alguém que simplesmente dê ouvidos e seja um ombro para chorar quando está em um estado tão frágil. Só temos que aceitar que, na metade do tempo, nossos amigos não esperam que tenhamos todas as respostas ou até conversemos.
Dê a eles uma janela de tempo para apenas reclamar seus sentimentos por você. Isso lhes dá a chance de falar sobre seus problemas e, ao ouvir, você ajuda a gerenciar emoções importantes. Às vezes, o melhor conselho não inclui palavras nem respostas.

2. Faça com que seu amigo esteja ciente de que você está ouvindo.

Faça perguntas, responda aos textos e permita que conversem mais abertamente com você. Comece com “como” ou “por que” e pense em você como um facilitador, permitindo que seu amigo encontre suas próprias respostas, ajudando-o a fazer perguntas melhores.
A melhor maneira de fazer essas perguntas é permitir que elas entendam o que querem fazer sobre a situação e o que precisam fazer. Na metade do tempo, a necessidade é apenas contar a história várias vezes, como se eles pudessem se sentir melhor a respeito, quanto mais a repetissem; e a necessidade é simplesmente resolvê-lo e deixá-lo ir.

3. Evite dar conselhos

Pode ser super tentador discutir uma situação semelhante pela qual você passou, mas dar uma de psiquiatra amador às vezes não é a melhor abordagem. Isso pode ser frustrante para o seu amigo e, às vezes, eles simplesmente não querem sua opinião.

4. Nunca julgue.

Os verdadeiros amigos nunca julgam e permanecem com a mente aberta. Mesmo quando for difícil, tente ser o mais favorável possível. Quando um amigo em crise chega até você, é provável que ele já se sinta bastante vulnerável. Tudo o que eles querem é que você os ouça sem julgar ou condescender. Então, ao invés de dizer “Você DEVE ter …” ou “Mas por que você não …”, você deve primeiro perceber que o que está feito está feito e agora precisa ajudar seu amigo a se concentrar no que eles podem fazer para mudar o presente.

A chave para ter um bom companheiro com quem desabafar é ser um também.

A importância e os benefícios de desabafar

1 – Expressar frustração ajuda você a superar

Ao identificar o que está deixando você com raiva por dentro, pode ser mais fácil superar isso e seguir em frente com o seu dia.

2 – Não expressar sua raiva pode levar a problemas de saúde física

Quando você fica com raiva ou estressado , seu corpo responde liberando substâncias químicas que aumentam sua capacidade de combater ou fugir de uma situação. Se você permanecer em constante estado de estresse, seu corpo começará a se deteriorar interna e externamente. Seu sistema imunológico terá menos chances de combater resfriados ou infecções. Outros sintomas do estresse incluem ranger de dentes, perda de cabelo e ganho de peso. Também pode levar ao aumento da fadiga e aos problemas associados à falta de qualidade do sono.

Então, se você ainda não tem um amigo, aproveite! Depois de começar, você não saberá como sobreviveu sem um. Se você já possui um ou vários, ligue para seus amigos e agradeça. A ciência provou seu valor – como se isso precisasse de provas.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.