Turbinas eólicas que cabem em torno de postes de luz de rodovias e são movidas por veículos que passam podem ajudar Reino Unido a atingir sua meta de ser neutro em carbono até 2050.

Barry Thompson, empresário baseado em Kent, CEO da Alpha 311 , inventou os dispositivos de aparência incomum e diz que eles poderiam inicialmente ser usados ​​para alimentar as luzes às quais estão acoplados.
Eles giram quando o vento está forte, mas também quando os veículos passam correndo. Eventualmente, o empresário espera que a energia gerada pelos cilindros giratórios seja suficiente para ser vendida de volta à rede.

Cada turbina tem dois metros de altura, custa atualmente £ 20.000 para fazer e gera a mesma quantidade de energia que 21 metros quadrados de painéis solares. As turbinas provavelmente se tornarão mais eficientes e menores com o desenvolvimento.

O primeiro-ministro Boris Johnson prometeu que uma revolução industrial verde iminente fornecerá energia eólica offshore a todas as residências do Reino Unido até 2030 . Mas Thompson discorda do Premier e acredita que as soluções onshore também são necessárias para atingir essa meta ambiciosa.

O CEO da empresa com sede em Whitstable, Kent, disse: ‘Eu acho que a energia eólica offshore é tudo? Não, eu acho que a energia eólica onshore é a opção mais barata e uma rede distribuída precisa realmente levar isso adiante.

‘Se faremos isso em 2030, não sei, vai precisar de muita colaboração.’ Falando de seu escritório em casa, que é alimentado por unidades de protótipo, o homem de 51 anos acrescentou: ‘Se você já esteve na estrada e um caminhão passou, você sentirá o ar que se move – nós capturamos isso energia.’

A casa de Barry Thompson é abastecida com eletricidade de protótipos da turbina. “Quando você está ao lado de uma rodovia e passa um caminhão, dá para sentir o ar que ele movimenta. Nós captamos a energia deste vento”, explica ele.

Como exemplo, o CEO cita a Thanet Way, Estrada com menos de 30 quilômetros de extensão que tem 1.114 postes de iluminação. As turbinas poderiam ser instaladas na parte central da rodovia e aproveitar o vento Gerado pelos carros que passam nas duas direções.

“A geração de energia usaria a infraestrutura que já existe no local”, explica Thompson. “Não estamos colocando turbinas enormes na paisagem, estamos aproveitando o que está disponível”.

Com apenas 2 metros de altura, cada turbina gera a mesma quantidade de eletricidade que 21 metros quadrados de painéis solares. A empresa afirma que o tamanho dos equipamentos pode ser reduzido com o desenvolvimento do projeto.

Thompson conta que já está em contato com autoridades locais para testar as turbinas em estradas da Inglaterra. Algumas cidades pequenas dos Estados Unidos também declararam interesse no equipamento.

No vídeo abaixo (em inglês) você pode conferir como as turbinas funcionam.

Fontes de referências: DalyMail / CicloVivo

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.