Nem mesmo uma pandemia global de fechamento de fronteiras impedirá esse casal de se ver regularmente.

Todos os dias, Inga Rasmussen, 85, e Karsten Tüchsen Hansen, 89, viajam para uma cerca vermelha e branca que demarca a fronteira entre a Alemanha e a Dinamarca. Inga traz uma cadeira e senta-se do lado dinamarquês. Karsten instala-se no lado alemão. Eles abrem um pacote de biscoitos e se servem de xícaras de café.

Rasmussen e Hansen se conheceram por acaso no ano passado e, desde 13 de março de 2019, passam todos os dias juntos, de acordo com a DW . Hansen vive em Süderlügum, Alemanha e Rasmussen é de Gallehus, na Dinamarca. As cidades fronteiriças ficam apenas a 20 minutos de carro uma da outra.

Mas quase um ano após o encontro, tornou-se impossível continuar suas reuniões diárias, como de costume. Entre 14 e 16 de março, Dinamarca e Alemanha fecharam suas passagens de fronteira. Independentemente disso, o casal estava determinado a se ver. Eles simplesmente mudaram seus planos de café da tarde para a fronteira em Aventoft.

Agora, toda tarde, Hansen anda de bicicleta e Rasmussen dirige até a cerca. Eles organizam seus suprimentos em uma laje de concreto entre eles e sentam um em frente ao outro. O encontros de Rasmussen e Hansen são bastante típicos: eles conversam, compartilham comida, às vezes brindam com Geele Köm, uma bebida da região. Tudo é bastante normal – exceto que eles não podem se abraçar ou beijar.

“É triste, mas não podemos mudar isso”, disse Rasmussen à DW.

Apesar dos tempos difíceis, o casal espera poder estar juntos na Páscoa no dia 12 de abril. Eles estão planejando viajar juntos quando a pandemia terminar.

Eles não são o único casal que se recusou a deixar uma pandemia global parar de amar. Na cidade de Nova York, vários casais se casaram na rua em cerimônias não convencionais quando o escritório de casamentos da cidade foi fechado.

På dagens cykeltur lagde jeg vejen forbi Møllehus grænse. Her mødte jeg disse to dejlige mennesker. Hun, 85 år og bor i…

Posted by Henrik Frandsen on Wednesday, March 25, 2020

“No passeio de bicicleta de hoje, passei pela fronteira de Møllehus. Aqui eu conheci essas duas pessoas adoráveis. Ela, 85 anos, vive em Gallehus. Ele, 89 anos, vive em Süderlügum. Eles se conheceram muito tarde e geralmente se visitavam todos os dias. Agora eles se encontram no meio do caminho na fronteira barricada. Vamos nos unir neste momento difícil e encontrar soluções juntos.

Fonte: dw.com

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.