Um verdadeiro tsunami de resíduos atingiu as belas praias de Honduras, marcadas por uma inundação de lixo. Um cenário surreal, que mais uma vez demonstra os danos que estamos infligindo ao nosso planeta com nosso modelo econômico.

As imagens que vêm de Honduras e em particular da cidade de Omoa, localizada no norte do estado, são arrepiantes. Houve um tsunami, mas de lixo. Nas praias caracterizadas por águas cristalinas e na paisagem deslumbrante das costas do Mar do Caribe, chegaram uma grande quantidade de resíduos, que flutuaram no oceano e depois se depositaram parcialmente no continente. Estamos falando de cerca de 100 toneladas.

De acordo com as autoridades locais, o lixo veio do rio Motagua, na Guatemala.

“Essa onda de resíduos que veio do Rio Motagua nos surpreendeu muito e, embora tenha causado problemas, não interrompeu nossas atividades”, disse Lilian Rivera, funcionária do Ministério do Meio Ambiente do país. “Temos o compromisso de limpar nossas praias e mantê-las limpas, mas hoje pedimos às autoridades de Tegucigalpa que tomem medidas firmes e encontrem uma solução definitiva para este problema”.

Aqui estão os vídeos que mostram a devastação que os habitantes da cidade de Honduras estão testemunhando desolados.

Infelizmente, apesar de sua fama e beleza, as ilhas que fazem fronteira com o Mar do Caribe nos últimos tempos estão lutando contra uma grande quantidade de lixo no mar. Aconteceu no ano passado na reserva marinha de Cayos Cochinos.

Naquela época, a maior parte do lixo era plástico, assim como o de Honduras. Um fato que põe com força diante de nossos olhos, se é que alguma vez foi necessário, o problema do plástico e do descartável.

Fonte: NYPOST – via GreenMe

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Pensar Contemporâneo
Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.