“Cuide da sua saúde mental” é o conselho que vários telespectadores têm alertado nas redes sociais sobre a nova série limitada da Netflix, “Dahmer: Um Canibal Americano”.

Os crimes hediondos do serial killer tornaram muitos incapazes de terminar sequer o primeiro episódio.

Muitas produções giraram em torno da história horrível e perturbadora do serial killer Jeffrey Dahmer: Filmes, séries, livros e entrevistas surgiram em torno do homem conhecido como o Monstro de Milwaukee.

Claro, a Netflix não quis perder essa oportunidade e lançou uma série documental sobre ele. No entanto, esta produção tem despertado preocupações entre os telespectadores por seu conteúdo gráfico e chocante.

Leia também: “Se eu estivesse na hora, eu me atravessava na frente da bala”, afirma pai de cadeirante que morreu em ataque a escola na Bahia

Estrelado por Evan Peters, a história detalha o prolífico serial killer que foi condenado pelo assassinato brutal de dezessete homens e adolescentes entre 1978 e 1991.

Dahmer costumava drogar e abusar sexualmente aqueles que caíam em sua armadilha, até mesmo realizando experimentos doentios como inserir ácido em seus cérebros para transformá-los em “zumbis”.

Embora tenha sido condenado a 16 penas de prisão perpétua em Wisconsin e Ohio, Dahmer foi espancado até a morte por um colega detento em 1994.

Tais detalhes deste caso horrível estão sendo explorados em Monster: The Jeffrey Dahmer Story, que foi lançado na Netflix em 21 de setembro e está deixando o público desconfortável.

Embora tenha havido comentários positivos sobre as performances do programa até agora, algumas pessoas alertaram os espectadores para terem cuidado com sua própria saúde mental.

“A verdade sobre Dahmer e como ele conseguiu se safar é muito, muito real”, disse uma pessoa. Outro disse: “Tentei assistir a série de Jeff Dahmer, mas foi muito perturbador”.

Um terceiro acrescentou um comentário sobre o primeiro episódio: “Eu não posso lidar com esse homem, o que diabos está acontecendo, ninguém morreu ainda, mas eles estão mostrando algumas coisas realmente malucas”.

Rashad Robinson, produtor consultor do programa e presidente da Color Of Change, disse que, embora Monster: The Jeffrey Dahmer Story seja sobre o serial killer, também é uma história sobre as vítimas e os “preconceitos sistêmicos” que permitiram a Dahmer realizando seus crimes por tantos anos.

Um primo de Errol Lindsey, uma das vítimas de Jeff que foi morto aos 19 anos, revelou em um post nas redes sociais que o seriado trouxe à tona os traumas da família. “Eu não estou dizendo a ninguém o que assistir, eu sei que a mídia de crimes reais é enorme, mas se você está realmente curioso sobre as vítimas, minha família (os Isbell) está revoltada com essa série”, disse.

“Está nos retraumatizando uma e outra vez, e para quê? De quantos filmes/shows/documentários precisamos? Recriar minha prima (Rita Isbell) tendo um colapso emocional no tribunal diante do homem que torturou e assassinou seu irmão é insano”, lamentou.

Assista ao trailer:

Leia também: Aluna cadeirante morre baleada em ataque de um adolescente de 14 anos na Bahia

Fonte: R7

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS