Nesta última quarta-feira, ocorreu o velório da Rainha Elizabeth II, no Westminster Hall, onde centenas de pessoas enfrentaram uma fila quilométrica para prestar suas homenagens à falecida monarca.

Dentre os presentes, estava o ex-capitão da Seleção da Inglaterra, David Beckham, que assim como todos os cidadãos britânicos, teve de enfrentar 12 horas de espera em pé para prestar sua homenagem à Elizabeth.

Trajado com roupas escuras, Beckham, passou despercebido nas primeiras horas de espera, mas não demorou muito para que outros notassem sua presença no local, que fez com que inúmeros britânicos se aproximassem causando um alvoroço ao seu redor.

Por fim, o ex-meio-campista do Manchester United teve de ser escoltado pela guarda civil.

David, também teria recusado um convite de um diplomata que tinha permissão para transportar quatro pessoas e elas passariam sem nenhum problema. Lhe foi sugerido que entrasse diretamente na sala e furasse a fila.

“Meu avô Joseph West, um realista convicto e meu ‘herói da vida real’, ficaria desapontado comigo”, disse o jogador.

Leia também:  Lotofácil de Independência: 79 apostas vencem e cada uma leva mais de R$ 2,2 milhões

O ex-meio-campista do Manchester United e do Real Madrid conseguiu se esconder no início devido à colaboração de alguns, mas uma vez descoberto, ele declarou os motivos que o levaram a esperar como apenas mais um inglês.

“Todos nós queremos estar aqui juntos. Todos nós queremos experimentar algo que celebre a vida incrível de nossa rainha e acho que algo assim hoje deve ser compartilhado juntos”, disse Beckham à BBC News.

David cresceu em uma família do East End, em um núcleo familiar verdadeiramente monárquico; tanto que ainda se levanta quando toca o hino nacional, e tudo isso por influência de seu avô.

Uma vez diante do caixão da soberana, Beckham se manteve firme e não pôde deixar de se comover. Tanto que foi visto secando uma pequena lágrima do canto do olho. Ao lado dela, a fila de pessoas correu rápido para ver a rainha partir.

Embora tenha conseguido aproveitar sua fama e passar entre os privilegiados, Beckham deu ao mundo um grande gesto de humildade. Por isso, aqueles que dividiram a briga com ele se sentiram admirados.

“Muito respeito por ele. Ele esteve conosco e prestou seus respeitos da maneira que queria e acho isso incrível”, disse uma internauta pelas redes sociais.

Embora tenha sido uma longa espera, o jogador brincou sobre a experiência: “Meus joelhos e minhas costas estão bem. Eu sobrevivo com uma dieta muito diferente do futebol, ‘Pringles, sorvete de limão, sanduíches, café e rosquinhas’”, disse.

Para essa lenda não havia como o dia passar de forma diferente, pois ele não estava disposto a pular o protocolo de rigor para ver sua majestade.

“O quão devastados nos sentimos hoje mostra o que ela significou para as pessoas neste país e em todo o mundo. Como ele nos inspirou com sua liderança. Como ele nos confortou em tempos difíceis”, disse o jogador.

Leia também: Conheçam Beth e Bluebell: os doguinhos resgatados que são os novos mascotes reais do Palácio de Buckingham

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.