O mais longo eclipse lunar parcial do século poderá ser visto do Brasil nesta semana. O fenômeno, que deve durar 3h28min23s, ocorre da noite do dia 18 para a madrugada de sexta (19), quando a Lua estará encoberta pela sombra do planeta Terra.

No país, o pico do eclipse está marcado para acontecer por volta de 6h da manhã, no entanto, não será possível chegar aos 97% de cobertura total da lua, diferente de outros países.

Apesar de ser considerado parcial, cerca de 97% da Lua cheia estará escondida pela Terra.

Eclipses parciais podem não ser tão espetaculares quanto os eclipses totais –no caso dos lunares, quando a Lua está completamente coberta pela sombra da Terra. Entretanto, eles ocorrem com mais frequência. Isso representa mais oportunidades de testemunhar pequenas mudanças em nosso sistema solar que às vezes ocorrem bem diante de nossos olhos.

Neste eclipse da Lua, a Terra, Sol e o satélite estarão alinhados, mas com o planeta bem no meio formando uma sombra.

Diferentemente do eclipse solar, a versão lunar pode ser vista sem a necessidade de um óculos especial. O uso de um binóculo pode ajudar ainda mais.

Chuva de meteoros no dia 17

Além do eclipse lunar parcial, esta semana contará com outro fenômeno astronômico importante: o pico da chuva de meteoros Leônidas ocorre na quarta-feira (17), entre 1h30 e 2h.

Chuvas de meteoros ocorrem quando a Terra intercepta acúmulo de pequenos detritos de cometas ou asteroides –no caso das Leônidas, do cometa Tempel-Tuttle. Serão, em média, 15 meteoros por hora, com velocidade média de 71km/h.

A chuva de meteoros poderá ser vista no começo da madrugada do dia 17 –é preciso observá-los em uma região distante das luzes das cidades.

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.