O Brasil é uma potência no mundo dos games, o que já não pode mais ser negado – não só o nosso mercado é gigantesco, como rotineiramente temos títulos brasileiros sendo premiados ou ganhando destaque na mídia. Sem contar, claro, o desempenho nos eSports em títulos como CSGO, Valorant, League of Legends, dentre outros – nossos desenvolvedores e gamers não devem nada a ninguém em nenhum outro canto do planeta.

Segundo pesquisa da NewZoo, o Brasil é o 12º país que mais movimenta dinheiro com games em relação ao resto do mundo – somos também o quinto país com mais jogadores ativos, chegando a 101 milhões em 2022.

Com toda essa presença nos games dos mais variados gêneros, de jogos MMORPG a títulos de ação frenética, competitivos e casuais, eventos cada vez mais presentes no país e por aí vai , não é de se espantar que acabemos sendo referenciados em alguns jogos aqui e ali – um exemplo clássico é Street Fighter, que conta com Blanka no elenco de lutadores, com direito ao seu icônico cenário em meio à floresta Amazônica – mas a coisa não para por aí.
Separamos uma lista que separamos de referências ao Brasil em diferentes games, que você pode conferir a seguir.

Brasil marca presença em jogos de corrida

Já fizemos história no automobilismo, sobretudo na Fórmula 1, com o amado Ayrton Senna – o piloto se fez presente há pouco em títulos como Gran Turismo 6 e no jogo oficial da Fórmula 1 lançado em 2021 – o game brasileiro Horizon Chase Turbo, uma espécie de releitura de clássicos como Top Gear para os tempos modernos, também fez sua homenagem ao piloto.

Driver 2, de PlayStation 1, jogo de perseguições automobilísticas e espécie de precursor de Grand Theft Auto em suas versões tridimensionais, até mesmo contava com um mapa inteirinho baseado no Rio de Janeiro, com direito a Cristo Redentor e tudo.

Jogos de tiro também mencionam o Brasil

Quem joga Counter-Strike (ou CS) desde o comecinho, lembra bem dos mapas criados por fãs, como o eterno cs_rio, que reproduzia o ambiente de uma favela, com trilha sonora personalizada e tudo. As favelas também deram as caras em um dos títulos de maior sucesso da franquia Call of Duty, mais precisamente em Modern Warfare 2, em que uma das missões consiste na busca de um traficante entre becos e vielas.

Rainbow Six Siege, jogo de tiro competitivo da Ubisoft também traz referências ao país na figura de dois personagens – Capitão e Caveira são dois integrantes do BOPE que podem ser comandados pelo jogador. Recentemente, Free Fire também incluiu um personagem bastante parecido com o Capitão Nascimento em seu elenco, o que certamente agradou a base de fãs brasileira, enorme no país.

Literatura brasileira também tem espaço nos jogos

A Blizzard, desenvolvedora de World of Warcraft, é conhecida por seu senso de humor e referências incutidas em seus títulos – caso do personagem Hemet Nesingwary, anagrama de Ernest Hemingway, famoso escritor norte-americano, que na versão brasileira acabou virando uma homenagem à Guimarães Rosa, aqui transformado em Rosarães Guima.

Mas não é só isso

Muitos outros títulos contam com referências ainda mais diretas ao Brasil – o que inclui personagens brasileiros mesmo, como é o caso de Lúcio, de Overwatch, diversos lutadores da série Street Fighter (Sean Matsuda, Laura, o já citado Blanka, dentre outros).

Overwatch 2, continuação do celebrado jogo de tiro da Blizzard conta com algumas referências inusitadas – em determinado cenário do game, é possível encontrar três capas de discos, duas delas fazendo referência às bandas brasileiras Raimundos e Mutantes.
Conhecia todos os exemplos que citamos aqui? Consegue pensar em outros? Com certeza tem muito mais referências por aí que não conseguimos captar e só tem um jeito de encontrar: jogando mais.

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.