Após o falecimento de Gal Costa, evidenciou-se ainda mais o interesse por um filme que conta a sua trajetória de vida: “Meu Nome é Gal”. A estreia está prevista para 2023 e a cantora ganhará vida, nas telas, pela atuação da atriz Sophie Charlotte.

Divulgação / Paris Filmes - Meu nome é Gal
Divulgação / Paris Filmes

O longa não é exatamente uma cinebiografia de Gal Costa, mas conta passagens da vida da artista entre os anos de 1960 e 1970.

Divulgação / Paris Filmes - Meu nome é Gal
Divulgação / Paris Filmes

Pontuando a história de Gal, quatro jornalistas se dividiram para colher depoimentos e lembranças.

Além de Sophie, o elenco conta com Rodrigo Lelis (Caetano Veloso), Dan Ferreira (Gilberto Gil), Camila Márdila (Dedé Gadelha), Luis Lobianco (Guilherme Araújo), entre outros

Divulgação / Paris Filmes - Meu nome é Gal
Divulgação / Paris Filmes

A direção ficará por conta de Dandara Ferreira e Lô Politi. Dandara também é atriz e viverá a cantora Maria Bethânia

Divulgação / Paris Filmes - Meu nome é Gal
Divulgação / Paris Filmes

“É um grande privilégio interpretar Gal no cinema. Me sinto vivendo um verdadeiro sonho”, disse Sophie Charlotte.

Ao comentar a importância da cantora e tudo que ela representou para a MPB, Sophie afirmou: “Ser mulher, hoje, no Brasil se deve muito a Gal Costa. Agora é transformar esse momento de dor na celebração dessa existência gloriosa, sagrada, dessa mulher, uma luz que permanece.”

Eu seu Instagram, Sophie homenageou Gal e publicou fotos com a cantora, gravadas nos bastidores do filme:
“Maria da Graça . Gracinha . Gaúcha . Gal !
Gal Costa !!!!!!!

Você é a estrela maior , primeira , minha sorte , barato total … DIVINA MARAVILHOSA!

Generosa , carinhosa, sedutora!
Olhos de mistério absoluto( castanhos com rasgos azuis … vai entender !)

Agradeço . TUDO!
Você permitiu , me deu a honra maior como artista. Aprender contigo ,e como você, a VIVER , a cantar , a ser mais ! Mais mulher , mais legal, mais mistério, mais astral, mais liberdade ! E me trouxe novos amigos, carnaval , uma outra juventude, praias ….. e a Bahia !!!!”

Em tom de lamento, a diretora Dandara Ferreira afirmou sua tristeza por não ter mostrado o filme para Gal: “Fico até triste porque ela me pedia todos os dias para ver o filme, mas infelizmente ela não viu o filme que foi feito para ela.”

Leia também: Morre Gal Costa, aos 77 anos

Logo abaixo, Sophie comenta sobre o filme e emociona-se ao falar sobre vida e morte de Gal Costa:

Você também está ansioso pela estreia do filme “Meu nome é Gal”? Diga-nos nos comentários e compartilhe este conteúdo com os seus amigos!

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.