Algumas pessoas têm a sorte de serem prodígios de uma área do conhecimento desde muito cedo. É o caso de Andrés Valencia: com apenas 10 anos de idade, o talentoso pintor abstrato realizou muitas das coisas que os artistas de carreira sonham.

Isso inclui liderar uma mostra artística individual na Art Miami, uma exposição na galeria Chase Contemporary de Nova York e vender obras de arte caríssimas, na casa dos R$ 1 milhão.

Leia também: Mário Sergio Cortella: A desigualdade também é problema seu!

Andres também conta com estrelas de primeira linha como seus colecionadores, incluindo Diane Keaton, Channing Tatum e Sofia Vergara.

Tendo crescido em uma casa de amantes da arte, os pais de Andres – Elsa e Lupe Valencia – sabiam que seu filho era um artista talentoso, e o próprio Lupe também coleciona arte.

Ao ter artistas modernos e contemporâneos em sua casa, Andrés foi (e continua sendo) exposto a grandes homens e mulheres de pura criatividade. Ele estudou algumas de suas obras e as reimaginou do zero, o que é uma prática comum quando você está aprendendo arte.

O menino também começou a assistir a vídeos sobre pintura, eventualmente sujando as mãos e experimentando por conta própria.

“Quando ele tinha 4 ou 5 anos, minha esposa e eu o víamos pintar e fazer esboços, e ficamos realmente surpresos com o que ele fazia”, disse Lupe.

A motivação e o talento de Andrés se encontra em uma grande obra dele, intitulada Invasão da Ucrânia. O artista pintou logo após a Rússia invadir a Ucrânia em fevereiro de 2022.

Ele ficou arrasado com o que ouviu e optou por se expressar através da arte visual. A peça é inspirada na icônica pintura antiguerra de Picasso, Guernica (1937). Assim como Guernica, a Invasão da Ucrânia de Andrés está cheia de simbolismo, parte do qual inclui um olho acima de uma bandeira ucraniana. Esta parte da pintura expressa o que grande parte do mundo está sentindo sobre a Rússia tentando assumir uma nação democrática.

“Quero que as pessoas saibam que a Ucrânia não vai desistir e vai continuar lutando”, explica Andrés. “Quero que seja conhecido como o Guernica de hoje. [Picasso] fez a pintura para Guernica e não queria que o povo de Guernica fosse esquecido.”

Impressões de Invasão da Ucrânia serão vendidas para arrecadar dinheiro para a Fundação Klitschko, uma organização que fornece ajuda humanitária ao povo ucraniano.

Há 550 impressões disponíveis por US$ 950 cada, e 100% dos lucros beneficiarão a organização. As impressões estarão à venda a partir de 9 de setembro de 2022.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Leia também: Mulher abandonada no altar pelo noivo decide ignorar trauma e se diverte com convidados

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

Fonte: Smithsonian Mag / Crescer

RECOMENDAMOS