O animal foi capturado por caçadores e o objeto encontrado em seu estômago foi avaliado por geólogos especialistas no assunto.

Depois de analisar objetos encontrados dentro do estômago de um crocodilo de quatro metros que foi capturado e levado para um espaço de caça no Mississippi, EUA, um geólogo descobriu que o animal havia engolido artefatos indígenas com mais de 10.000 anos.
A descoberta foi feita por James Starnes, diretor de geologia e mapeamento da Secretaria de Qualidade Ambiental do estado, que viu nas redes sociais as fotos publicadas pela loja Red Antler
No momento da descoberta, Smith não soube identificar o que eram os objetos, mas achou que eram interessantes o bastante para publicar uma foto no Facebook.

“Estamos abrindo alguns crocodilos grandes para ver o que está dentro de seus estômagos. Até agora, todo mundo achou algo legal. O jacaré (…) de hoje, produziu o choque do ano!!”, escreveu na publicação.

James Starnes afirmou que os objetos eram um “prumo”, que não tem uso especificado e uma ponta de lança. “Tivemos nativos americanos na América do Norte, especialmente no Mississippi, há mais de 12.000 anos.

Essa tecnologia é o que eles teriam trazido para a região com eles ”, disse o especialista ao canal norte-americano CNN. A estimativa dos caçadores é que o animal abatido tinha entre 80 e 100 anos quando foi morto. Ele pesava quase 350 quilos e a grande dúvida dos especialistas na época é como ele conseguiu abocanhar objetos tão antigos. A caça controlada de animais deste tipo é permitida nos EUA para pessoas qualificadas.

Informações do G1

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.