Um homem pulou do 17º andar de um prédio, na manhã deste sábado (05), com a filha de 6 anos no colo. O rapaz era procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) e deixou uma carta. Pai e filha morreram no local. O caso ocorreu em um hotel no Largo do Arouche, no Centro de São Paulo.

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, a família era da Espanha. Na carta escrita pelo rapaz em um caderno, o homem pediu desculpas pelo que fez, inclusive ao hotel onde ele e a filha estavam hospedados desde a última segunda-feira (31).

Na carta, o homem explicou que morava ilegalmente no Brasil e se mantinha vendendo churrasquinhos. Ele teria recebido uma oferta de emprego no Brasil, que não se concretizou. O pai explicou que não queria dar uma vida miserável à filha.

A polícia encontrou os documentos das vítimas e confirmou que eram pai e filha. O quarto onde eles estavam hospedados estava arrumado e não havia sinais de violência. Imagens das câmeras de segurança do hotel vão ajudar a polícia nas investigações.

Nenhum conhecido das vítimas esteve no local e não há também informações sobre a mãe da criança. O quarto em que a família estava foi isolado para perícia. O motivo pelo qual o rapaz era investigado pela Interpol não foi informado. O caso é investigado pela Polícia Civil.

*Com informações do portal R7

RECOMENDAMOS







Um espaço destinado a registrar e difundir o pensar dos nossos dias.