Malu tem apenas 18 anos e uma vida bastante promissora pela frente: a estudante da Escola Estadual Mário Goulart Santiago, em Pedralva (MG), conquistou uma bolsa de estudos integral avaliada em R$ 2 milhões e 100% paga pela Fundação Bill e Melinda Gates.

Com a bolsa, Malu deve se mudar em agosto de 2023 para a Califórnia, na costa oeste dos Estados Unidos.

Leia também: Na China, mortos pela Covid lotam crematórios: ‘Milhões vão morrer’, alerta médico

Nos quatro anos seguintes após o ingresso na faculdade, a jovem mineira prodígio vai estudar gestão científica, curso que inclui formação em ciência, economia e habilidades gerenciais.

A bolsa de estudo custeará integralmente as mensalidades na faculdade Claremont Mckenna, além das despesas com estadia, seguro saúde e alimentação.

Malu é filha de comerciantes e estudante da rede pública de ensino de Pedralva, cidade sul-mineira com apenas 11 mil habitantes. Até então, ela acreditava que estudar no exterior era um sonho muito distante da sua realidade.

Tudo mudou em 2021, quando ela decidiu arriscar ao dedicar-se aos estudos e iniciativas acadêmicas para se candidatar à bolsa em novembro de 2022.

“Era uma ideia completamente diferente na minha escola, que fugia muito da minha realidade. As faculdades lá são extremamente caras e com certeza minha família não teria condições de pagar meus estudos e me manter por lá. Eu decidi aplicar para o exterior, mas não conhecia ninguém ao meu redor que tivesse passado por esse processo”, disse.

Foram meses extremamente intensos de preparação para fazer a candidatura, incluindo aulas intensivas de inglês (de forma autodidata), ciências exatas e tecnologias.

“Nos Estados Unidos eles levam muito em conta não só os aspectos acadêmicos, como a capacidade de causar impacto na sociedade através das suas paixões. Por isso acabei deixando as apostilas de lado e passei a adquirir conhecimento através de livros, conversas e documentários que me ajudaram a me engajar profundamente na educação”, afirmou Malu.

A bolsa de estudo conquistada pela jovem é dada apenas a alunos excepcionais. De acordo com a Fundação Bill e Melinda Gates, no ano passado apenas 11% dos candidatos receberam o benefício.

“Estudantes apaixonados por ciência e liderança são elegíveis para uma bolsa de estudos interdisciplinar de ciências. Este programa é destinado a estudantes interessados em explorar uma especialização […] A bolsa cobre a mensalidade integral e está disponível para estudantes com necessidades financeiras comprovadas”, explicou a fundação.

Leia também: Nélida Piñon deixou apartamentos de herança para suas duas cachorrinhas de estimação? Entenda

Fonte: O Tempo

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS







Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.